DESTAQUE

4 goleiros que começaram a cobrar falta no Brasil após Ceni

Publicado às

Estudante de jornalismo e atualmente setorista do São Paulo no Torcedores.com

Crédito: Crédito da Foto: Rubens Chiri/saopaulofc.net

Hoje completa 20 anos do primeiro gol de falta de Rogério Ceni. Contra o União Barbarense, o maior goleiro artilheiro da história iniciou a trajetória histórica rumo ao posto de maior ídolo da história do São Paulo. Além de faltas era cobrador de pênaltis e ajudou o Tricolor em diversos momentos.

O Torcedores.com aproveita essa data tão especial para o torcedor são-paulino e relembra 4 goleiros no Brasil que se inspiraram em Rogério Ceni e marcaram gols de falta.

LEIA MAIS:

CENI SOBRE ‘FRANGO’ À BEIRA DO CAMPO NO MORUMBI: “SEM LUVA DÁ MUITA DIFERENÇA”

APÓS GOLEADA DO SÃO PAULO, CENI FALA SOBRE GILBERTO: “ACHO IMPORTANTE ESTIMULAR A COMPETITIVIDADE”

CENI DE VOLTA AO MORUMBI, HAT-TRICK DE GILBERTO; VEJA A REPERCUSSÃO DE SÃO PAULO X PONTE PRETA

Márcio – Atlético Goianiense – 38 gols

Talvez o mais lembrado, Márcio além de grandes defesas era lembrado pela facilidade em cobrar faltas. A habilidade foi aprimorada durante o tempo e o goleiro é o segundo maior artilheiro do Brasil.

Tiago Campagnaro – Portuguesa/Vasco – 18 gols

Com passagens pela Portuguesa e por Vasco, Tiago se inspirou em Ceni principalmente nas cobranças de pênalti.

Bruno – Flamengo – 4 gols

Um dos “púpilos” de Rogério foi Bruno. Goleiro do Flamengo na época, o camisa 1 cobrava pênaltis e faltas e marcou dois gols na curta carreira. O primeiro foi pela Libertadores em 2008, o terceiro contra o Mesquita pelo Carioca em 2009 e no clássico contra o Fluminense no ano seguinte.

Emerson – Guarani – 2 gols

Emerson era goleiro do Guarani e decidiu se aventurar próximo ao gol adversário.O time perdia por 1 a 0 quando o arqueiro decidiu cobrar a falta e marcou o gol do empate do Bugre. Um ano antes, o camisa 1 já havia marcado contra o ABC em cobrança de falta.