Futebol

Santista, Assunção diz que preferiu Palmeiras do que Santos e explica o porquê

Publicado às

Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.

Palmeiras

Crédito: Montagem: fotos de Divulgação

Marcos Assunção nunca escondeu que seu coração sempre bateu mais forte pelo Santos. Porém o ex-volante também tem uma ‘quedinha’ pelo Palmeiras, e neste domingo o capitão do Verdão na Copa do Brasil de 2012 relembrou quando o Peixe e o Alviverde disputavam sua contratação.

Convidado do Resenha ESPN, Marcos Assunção se recordou quando foi um dos destaques do Grêmio Prudente, em 2010, e logo depois chamou atenção de grandes clubes. Mas que preferiu aceitar o Verdão, e não se arrependeu.

“Na verdade foi o Santos e o Palmeiras que estavam na briga (para contratar) quando eu estava no Grêmio Prudente. Mas o Palmeiras, por mais difícil que seja a torcida do Palmeiras, é gostoso de jogar ali. A pressão de quando você perde um jogo, quando você está numa fase boa, os caras estão ali na porta do CT… Mas é gostoso, e eu senti isso depois que ganhamos a Copa do Brasil”, afirmou Assunção. “Porque desde quando eu tinha chegado, nós não tínhamos ganhado nada. E aí no meu último ano que conseguimos ganhar a Copa do Brasil”, completou.

O carinho de Marcos Assunção pelo Alviverde é tão grande que o ex-jogador fez questão de relembrar que torce para o rival, mas que o Verdão ocupa um espaço grande em seu coração.

“Mas sei lá, é uma coisa que não dá para explicar (a relação) e olha que eu não sou palmeirense, sou santista. Mas eu tenho um afeto, um carinho muito grande, mas muito grande mesmo pela torcida do Palmeiras, pelo clube, tenho um respeito muito grande, por que? Porque o Palmeiras me deu tudo os troféus (individuais) que eu tenho na minha casa, o Palmeiras me deu: de melhor jogador da Copa do Brasil, estar entre os melhores do Paulistão, do Brasileirão… O Palmeiras meu deu a oportunidade de como capitão levantar uma taça tão importante como a Copa do Brasil, depois de tanto tempo que não ganhava”, finalizou.