DESTAQUE

Bernardinho comenta a dificuldade de deixar a Seleção brasileira

Publicado às

Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com

Bernardinho

Crédito: crédito: divulgação CBV

Bernardinho teve uma passagem histórica pela seleção brasileira de vôlei. Marcou época tanto no masculino quanto no feminino, conquistando título e se tornando uma referência no esporte.

Mas todo ciclo tem um fim e o do lendário treinador foi no começo deste ano, quando deixou a seleção nacional e oficializou que continuará apenas trabalhando em seu clube, o Rexona-SESC.

Leia mais: Cruzeiro é tetracampeão Sul-Americano

Em entrevista à Folha de São Paulo, Bernardinho revelou que sente muita falta de dirigir o Brasil, mas admitiu que não era a sua prioridade no momento, portanto, tomando a decisão correta:

“É como um luto. Sinto angústia devido à ausência, à falta. Sempre se fala em renovação, e eu estava há 23 anos em seleções. A seleção não é minha. Não é minha propriedade. Eu sou uma ferramenta na história toda. É importante que haja renovação e novas contribuições. Mas é difícil. Sair foi muito complicado.”

Em mais de duas décadas no comando de seleções, Bernardinho ter saído de cena causou estranheza a muitas pessoas, que até chegaram a pensar que ele havia se aposentado definitivamente do vôlei. Mas se engana quem pensa que Bernardo irá deixar o esporte:

“Eu quero morrer aqui. Não posso ficar sem. Me faz falta demais. Até com a seleção de vez em quando eu vou lá, como consultor, dou pitacos. Mas também não quero ir muito, para não atrapalhar. Muita gente pensou que eu tinha me aposentado. Comentam isso, acham que eu parei. De manhã cedo fui a uma consulta e um senhor me perguntou: “e aí, vai dar um passeio na praia depois?” Eu falei que não, que tinha que trabalhar.”

Atualmente no Rexona-SESC, o Rio de Janeiro, Bernardinho está fazendo mais um grande trabalho. Está liderando a Superliga feminina e com reais chances de título na temporada.