Brasileiro fala sobre invasão de campo por torcedores rivais na África do Sul

Reprodução/Facebook oficial Ricardo Nascimento

As imagens da invasão de campo pelos torcedores do Orlando Pirates, em Pretória, correram o mundo no último sábado. Quem acompanhou a confusão bem de perto foi o zagueiro brasileiro Ricardo Nascimento, do Mamelodi Sundowns. O jogador contou ao Torcedores.com como tudo começou.

Ricardo, por sinal, marcou o terceiro gol da vitória por 6 a 0 dos “Brazilians” em partida válida pelo Campeonato Sul-Africano. A goleada revoltou os torcedores visitantes, que entraram no gramado do Loftus Versfeld assim que o Sundowns marcou pela sexta vez, aos 37 minutos da etapa final.

LEIA MAIS

Na África do Sul, torcedores invadem campo para agredir jogadores do próprio time. Veja!

“Quando fizemos o gol, estávamos comemorando e, ao olharmos para trás, vimos a torcida deles invadindo o campo. Virou um corre-corre, todo mundo correndo pra dentro do vestiário, uma coisa que nunca tinha acontecido na minha carreira. Foi um momento de tensão, todo mundo se trancou dentro do vestiário sem saber direito o que tinha acontecido. Não consegui ver muito o que aconteceu, mas minha esposa que estava no estádio ficou bem assustada, disse que a torcida deles quebrou muita coisa, tinha muita gente desmaiada, muita violência. Uma coisa triste”, contou o brasileiro revelado pelo Rio Branco-SP.

Além da invasão, torcedores do Orlando Pirates atiraram objetos na direção dos fãs do Sundowns. Com isso, membros da torcida anfitriã também entraram no campo e partiram para o confronto.

Mesmo com a confusão, o jogo foi retomado cerca de uma hora depois. Ricardo lamentou a decisão.

“Demorou um pouco para podermos voltar, o jogo ainda voltou para terminar. Foram mais oito minutos de jogo. Não tínhamos mais cabeça para jogar, mas, infelizmente, tivemos que voltar ao campo. Foi bem tenso, ficamos um bom tempo no vestiário com muita preocupação em relação às pessoas que estavam lá”, afirmou.

De acordo com o site da revista sul-africana “Kickoff”, 13 pessoas foram levadas ao hospital após o incidente.

Já a Premier Soccer League (PSL), que organiza o campeonato, condenou o que chamou de “atos de hooliganismo”. Em nota publicada no seu site, a liga também pediu desculpas aos torcedores “presentes no estádio e os que assistiram pela televisão”, além de lamentar o “tipo de comportamento que passa uma imagem negativa do futebol do país”.

Veja vídeos com a invasão da torcida dos Buccaneers e o confronto com fãs locais:

Entre os motivos para a revolta dos torcedores do Pirates está a crise da equipe. Considerado um dos gigantes do futebol local, o time aparece apenas em décimo na tabela. De quebra, sofreu sua segunda derrota por seis gols na liga. Em novembro, perdera por 6 a 1 para o SuperSport.

Semana de festa

Os eventos de sábado encerraram uma semana feliz para o zagueiro brasileiro, que chegou à África do Sul no meio de 2016. Nascimento completou 30 anos na última terça-feira e marcou seu primeiro gol pelo Sundowns na partida contra o Orlando Pirates.

“Fico muito feliz por ter marcado o gol, ainda mais em um jogo muito importante, talvez o mais importante para o Sundowns na liga, contra o Orlando Pirates, o principal clássico da África do Sul. Foi meu primeiro gol na liga, e é ainda mais especial por ter sido no clássico e em uma vitória histórica, em que goleamos nosso principal rival. Agora, é manter essa ótima sequência para alcançarmos o topo da tabela, temos seis jogos a menos que o atual líder e vamos com tudo buscar esse título. Espero ajudar com mais gols e boas atuações na defesa”, disse.

Assista ao gol de Ricardo, marcado aos 17 do segundo tempo:

 

Atual campeão sul-africano, o Sundowns é o quinto colocado, com 25 pontos – seis a menos que o líder Cape Town City. A equipe de Pretória teve vários jogos adiados em virtude da disputa da Liga dos Campeões da África – a qual acabou vencendo – e a disputa do último Mundial de Clubes.