DESTAQUE

Confira os números do Cruzeiro em toda sua trajetória na Copa do Brasil

Publicado às

Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Felipe Couri / Light Press / Cruzeiro/Divulgação

Nesta quarta-feira o Cruzeiro começa uma nova caminhada na Copa do Brasil em busca do pentacampeonato. O primeiro desafio será diante do Volta Redonda, às 21h45, no estádio Raulino de Oliveira, em um confronto inédito para a Raposa, que nunca enfrentou o a equipe carioca em jogos oficiais.

Com o novo regulamento da CBF para a competição, esta fase terá apenas um jogo, sendo que o Cruzeiro, por ser visitante, consegue a classificação em caso de empate. Em partidas amistosas, o clube celeste empatou em três oportunidades contra o Volta Redonda, todas elas em território fluminense. Já em Belo Horizonte, a Raposa levou a melhor, vencendo por 4 a 3, com gols de Tostão (2), Macedo e Edinho (contra).

LEIA MAIS:
SAIBA O VALOR DAS COTAS QUE A TV VAI PAGAR PARA SEU TIME NOS ESTADUAIS
MANO CONTA COM RETORNO DE ZAGUEIRO DIANTE DO VOLTA REDONDA
CRUZEIRENSES TIRAM SARRO DE PALMEIRENSES APÓS FRACA ATUAÇÃO DE WILLIAN BIGODE

Na Copa do Brasil o Cruzeiro tem grande tradição, sendo que apenas o Grêmio tem mais títulos que o clube celeste. Até aqui, a Raposa venceu em 1993, batendo, inclusive, o Tricolor Gaúcho na final; em 1996, quando derrotou um dos times mais fortes do Palmeiras em todos os tempos no antigo Parque Antarctica; em 2000, contra o São Paulo e em 2003, diante do Flamengo, no ano que o lendário time comandado por Vanderlei Luxemburgo conquistou a tríplice coroa.

Em todas as participações na Copa do Brasil, o Cruzeiro soma 69 vitórias, 35 empates e 30 derrotas, fazendo 267 gols e sofrendo 135. Como visitante, o retrospecto também é positivo, já que a equipe possui 24 vitórias em 72 jogos, 28 empates e 20 derrotas, sendo que a equipe estrelada balançou as redes em 115 oportunidades e sofreu 88 tentos.

Para a partida desta quarta-feira, Rafael Sóbis chama a atenção para o fato de não poder errar, já que a classificação para a próxima fase será decidida em apenas um confronto.

“Uma competição diferente com uma regra diferente. Temos que tomar cuidado porque não existe margem para erro. Temos que nos concentrar esses dias e saber o que pede a disputa. A competição terá duas regras para se disputar, com apenas um jogo nas primeiras fases. Não existe um próximo jogo para consertar os erros, então temos que nos preparar bem e ser inteligentes dentro do campo”, comentou o atacante celeste ao site oficial do clube.