Preterido por Mano, Cruzeiro confirma saída de Gino para o Santa Cruz

Gino
Washington Alves/Light Press/Cruzeiro

Os jogadores que estão fora dos planos de Mano Menezes começam a ser negociados para outros clubes. Nesta terça-feira, a assessoria de comunicação do Cruzeiro, além do vice de futebol, Bruno Vicintin, confirmaram a saída do volante Federico Gino, que vai assinar contrato com o Santa Cruz. Desta forma, o atleta chega para o time pernambucano em uma negociação que envolve a transferência de Raniel para a Toca da Raposa. A informação também foi divulgada pelo Superesportes e pelo GloboEsporte.

Com a contratação de Raniel pelo Cruzeiro, o Santa Cruz recebeu cerca de R$ 2 milhões. Este valor engloba o montante da quitação da dívida do empréstimos de Pisano e Uillian Correia na temporada passada, além do empréstimo de Halef Pitbull até o final desta temporada. Desta forma, a Cobra Coral não precisará desembolsar nada pela negociação de Gino.

LEIA MAIS:
DOS 12 GRANDES, APENAS CINCO APARECEM ENTRE OS QUE MAIS FIDELIZARAM SÓCIOS EM 2017
CONFIRA OS NÚMEROS DO CRUZEIRO EM TODA SUA TRAJETÓRIA NA COPA DO BRASIL

Apesar da confirmação da assessoria cruzeirense, o vice-presidente do Santa Cruz, Constantino Júnior, desconversou sobre o acordo: “Que Gino?”, indagou o dirigente em tom irônico em conversa com o GloboEsporte.

“É um bom jogador, mas o Santa Cruz só fala sobre jogadores que estão com contrato assinado. Sei que tem a possibilidade de jogadores do Cruzeiro virem por conta do negócio com Raniel”, complementou o dirigente do Santa em entrevista ao GE.

Aos 23 anos, Gino foi revelado mo Defensor Sporting, do Uruguai e passou pelo Carpi da Itália. Em Belo Horizonte, o jogador pouco rendeu e nunca caiu nas graças da torcida celeste.



Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.