DESTAQUE

De volta ao Corinthians, Jadson tentará desencantar a camisa 77

Publicado às

Sou estudante de jornalismo, apaixonado por esportes desde pequeno, especialmente futebol e automobilismo.

Crédito: Jadson recebe a camisa 77 das mãos de Basílio

Relacionado pelo técnico Fabio Carille, o meia Jadson deve fazer sua reestreia pelo Corinthians diante do Brusque, de Santa Catarina, nesta quarta, às 21h45, no estádio Augusto Bauer. O jogo será válido pela segunda fase da Copa do Brasil.

Jadson recebe a camisa 77 das mãos de Basílio
Jadson recebe a camisa 77 das mãos de Basílio

Maior e mais cara contratação do clube ano, o jogador vestirá a camisa 77, em alusão ao ano do histórico título do Campeonato Paulista, em que o Timão encerrou um jejum de 23 anos sem conquistar o Estadual. Em sua apresentação, Jadson recebeu a camisa das mãos de Basílio, autor do gol que selou aquela conquista, e que em 2017 completa seu quadragésimo aniversário.
O jogador será a terceira estrela do clube a vestir, e tem tudo para ser o primeiro a marcar gols utilizando esse simbólico número. Antes dele, por duas vezes essa numeração foi utilizada. Em 2006, pelo ídolo da Fiel, Marcelinho Carioca, que disputou oito partidas em sua última passagem pelo alvinegro. E no ano passado, pelo atacante Alexandre Pato, que chegou a ser inscrito no início daquela temporada, mas sequer entrou em campo e logo se transferiu para o Villarreal, da Espanha. A ideia da diretoria corintiana era a mesma de agora: homenagear a conquista daquele campeonato por meio de um grande craque. A situação de Jadson perante o clube, a torcida, os dirigentes e a comissão técnica faz crer, entretanto, que a história do número 77 será bem diferente e muito mais feliz dessa vez.