Futebol

Diretoria do Santos quer reunião com atletas por ‘greve de silêncio’

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito da Foto: Reprodução/Flickr Oficial do Santos FC

A atitude dos jogadores do Santos de não dar entrevistas após a vitória em cima do Red Bull Brasil, pelo Campeonato Paulista, causou incômodo no presidente Modesto Roma Júnior e na diretoria, que tentará uma reunião nesta semana para falar sobre o assunto.

De acordo com o Lance, atletas e diretoria se reunirão na quarta-feira (15), momentos antes do clássico com o São Paulo, no qual devem discutir a ‘greve de silêncio’, que estaria conectada com a demissão do gerente de futebol Sérgio Dimas, no final da semana passada.

LEIA MAIS

MODESTO REPROVA “GREVE DO SILÊNCIO” E PROMETE VITÓRIA CONTRA O SÃO PAULO

CONTESTADOS, RODRIGÃO E GILBERTO SÃO OS ARTILHEIROS DO PAULISTÃO; VEJA A TABELA

A demissão de Dimas gerou um encontro anterior dos jogadores com o presidente, que justificou ‘motivos ligados a gestão’ para a saída do dirigente, que era ligado ao elenco e cuidava de questões de logística do time, negando problemas políticos.

Rumores surgidos nas redes sociais no final de semana deram conta de que a saída do gerente santista teria acontecido por supostamente este não ter feito a inscrição do Santos na Libertadores deste ano. Modesto negou que o fato tenha acontecido.

No domingo (12), após a partida contra o Red Bull, Modesto Roma falou sobre o silêncio dos jogadores após a partida e criticou a atitude do elenco, citando nunca ter interferido em questões do time para justificar a crítica

(Crédito da Foto: Reprodução/Flickr Oficial do Santos FC)