Futebol

Dobradinha na esquerda agrada e Zago muda Inter para a Copa do Brasil

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

zago

Foto: zago

Crédito: Foto: Divulgação/Inter

O esquema “Árvore de Natal” montado pelo técnico Antônio Carlos Zago durou apenas dois jogos. Eficiente contra o Fluminense e ineficaz contra o Caxias, o 4-3-2-1, com três volantes, dois meias e um atacante não será mantido para a partida de estreia na Copa do Brasil, nesta quarta-feira, em Cascavel, contra o modesto Princesa de Solimões, a partir de 21h45.

Na atividade comandada por Zago na manhã desta terça, em Porto Alegre, as mudanças mais significativas foram no setor de meio campo. A “dobradinha” na esquerda entre Uendel e Carlinhos, que foi vista no decorrer dos últimos dois jogos, parece ter agradado a comissão técnica. Os dois iniciam a partida de estreia na Copa do Brasil, com Uendel mantido na lateral e Carlinhos mais avançado. Contra o Flu, pela Primeira Liga, Uendel foi deslocado para o meio com a entrada de Carlinhos.

LEIA MAIS:

Em um lance, D’Alessandro mostrou que está com a habilidade em dia; veja

Entenda como ocorreu a lesão que deve tirar Douglas da Libertadores

Duas outras mudanças importantes desenhadas pelo treinador influenciam o setor de ataque. Roberson, bastante criticado pela torcida nas partidas recentes, perde a vaga no comando do ataque. No seu lugar, quem entra é o ex-atleticano Carlos, que fará sua segunda partida pelo Inter. Diego, um dos xodós de Zago na pré-temporada, também está voltando ao time na vaga de Valdívia.

Quem também ganha outra chance na equipe é o zagueiro Paulão, escalado no lugar de Ernando, vaiado contra o Caxias, no sábado passado. Sendo assim, o provável Inter para a abertura da Copa do Brasil tem: Danilo; Alemão, Paulão, Klaus e Uendel; Rodrigo Dourado e Charles; Diego, D’Alessandro e Carlinhos; Carlos.

Vale lembrar que o regulamento da Copa do Brasil mudou para a temporada de 2017. Agora, não há mais um segundo jogo na primeira fase, independente do resultado inicial. Neste contexto, o Inter pode jogar por um empate diante do Princesa que se classificará. Por outro lado, estará eliminado em caso de derrota. Passando pelos amazonenses, o Inter enfrenta o vencedor do confronto entre Oeste-SP e Friburguense-RJ na segunda fase.