DESTAQUE

Dudu espera rápida adaptação de Borja no Palmeiras

Publicado às

Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.

dudu palmeiras Borja

Foto: dudu

Crédito: Crédito: Cesar Greco/Ag Palmeiras/Divulgação

A estreia de Miguel Borja no Palmeiras não é aguardada apenas pelos torcedores. Eleito Rei da América em 2016, em prêmio entregue pelo jornal uruguaio ‘El País’, o atacante já se apresentou na Academia de Futebol e está com moral entre os companheiros.

Um dos destaques da conquista da Libertadores de 2016 pelo Atlético Nacional, Borja foi elogiado pelo capitão Dudu, que, em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 13, revelou a expectativa do elenco para jogar ao lado do colombiano de 24 anos.

LEIA MAIS:

DUDU COMPARA ESTILOS DE JOGO DE CUCA E EDUARDO BAPTISTA NO PALMEIRAS

AGENDA DA SEMANA: CONFIRA O QUE VEM POR AÍ NO PALMEIRAS

“A gente acompanhou ele jogando pelo Nacional, é bom jogador. Tem tudo para fazer um bom trabalho aqui. Tem de chegar, se adaptar ao nosso futebol, que é diferente do colombiano. Esperamos que faça um bom trabalho aqui. Estamos criando bastante expectativa nele, esperamos que ele possa corresponder e ajudar bem esse ano”.

Enquanto o colombiano ainda não teve a oportunidade de treinar com o elenco completo, as opções de Eduardo Bapitsta são Alecsandro e Lucas Barrios, remanescentes do ano passado, e Willian Bigode, recém-contratado do Cruzeiro.

Dudu comentou o estilo de jogo dos três atacantes que já realizam atividades durante o início da temporada e afirmou que o elenco vai procurar ajudar bastante o novo reforço.

“São jogadores diferentes. O Alec é mais de área, o Barrios é mais de área, o Willian se movimenta mais, é um pouco parecido com a característica do [Gabrie] Jesus e o Borja temos de esperar para ver como gosta de jogar e nos adaptarmos ao estilo dele para ajudarmos ao máximo”.

Visando um bom entrosamento com o novo camisa 9, Dudu espera que Borja possa auxiliar o Palmeiras a conquistar títulos em 2017.

“Nem deu muito tempo de conversar. Esperamos que ele possa nos ajudar como fez no Atlético Nacional. Temos coisas grandes para disputar, esperamos que possa nos ajudar da melhor maneira possível”.

Com relação ao início de trabalho de Eduardo Baptista, o camisa 7 reiterou a confiança no novo técnico e pediu para a torcida ter paciência e esquecer Cuca, que deixou o clube no final de 2016 (confira mais aqui).