DESTAQUE

Eduardo Baptista explica falta de criatividade e pede paciência

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Eduardo Baptista Palmeiras

Crédito: César Greco / Ag.Palmeiras / Divulgação

O Palmeiras sofreu a sua primeira derrota em 2017 neste domingo (12) diante do Ituano e grande parte da torcida culpou o técnico Eduardo Baptista pelo revés. Após a partida, o treinador explicou a falta de criatividade no segundo tempo da partida e afirmou que ainda é cedo para julgar a equipe.

“É uma equipe começando, fisicamente estamos entrando em ritmo bom. O Guerra fez uma boa estreia. Temos o Moisés, perdemos o Tchê Tchê, infelizmente, que tinha dado consistência. Procuramos ajustar, a saída do Fabiano atrapalhou os planos desse lado direito nosso. Tentamos buscar outras soluções e não tivemos sucesso”, disse.

LEIA MAIS:Veja a classificação do Paulistão após a 2ª rodada

Para o treinador, a lesão de Fabiano no início do jogo atrapalhou os planos dá equipe. Foi o segundo jogo oficial de Eduardo Baptista sobre o comando do Palmeiras.

“Trabalhamos bastante, sabíamos que teríamos espaços pelos lados. Trabalhamos bastante uma troca entre o Jean e o Fabiano. Infelizmente a lesão muito cedo atrapalhou um pouquinho os planos, demoramos um pouco para entrar no primeiro tempo. Uns 10 minutos até ajustar a entrada do Thiago (Santos)”, avaliou.

“Mas fizemos um bom primeiro tempo, criamos chances reais de gol, buscamos fazer o gol. No segundo tempo voltamos com um gol de escanteio, desequilibrou um pouco. Tentamos jogar, o Ituano foi bem ao se defender. Apesar de ter a posse de bola, criamos muito pouco”, concluiu.

O Palmeiras volta a campo na quinta-feira (16) diante do São Bernardo, no Allianz Parque, pela terceira rodada do Campeonato Paulista.