Esportes Olímpicos

Emoção e Marketing marcaram homenagem ao jogador Oscar na NBA

Publicado às

Sou Jornalista e Radialista, apaixonado por futebol de campo, futebol de salão, futebol de botão, futebol com bola de meia, enfim... Já viu que o amor pelo esporte está no sangue. Torcedor do Corinthians e colecionador de camisetas de futebol.

esw4r3krrj7vuh5ur77o5y1ee

A maior liga de basquete, a NBA realizou no último fim de semana (17.02), uma série de homenagens ao jogador brasileiro Oscar Schmidt, o maior cestinha da história do basquete mundial. A grande expectativa do evento, ficou por conta da participação inédita do ex-atleta, em um jogo nas estreladas quadras norte-americanas.

O brasileiro, que atualmente tem 59 anos e vem lutando contra um câncer raro no cérebro desde 2013, foi draftado (convocado) pelo Brooklyn Nets em 1984, quando o time ainda era sediado em New Jersey. Porém, ao saber que não poderia defender a camisa da seleção brasileira à época, por regras da liga americana de basquete, disse não.

A partida voltou a trazer uma antiga emoção do torcedor brasileiro, ver seu “ícone” no esporte nas quadras após 14 anos. Seus poucos minutos em quadra, e os seus 4 pontos, não representaram nem um pouco a sua vitoriosa história, mas mostraram que a homenagem foi digna e justa.

C4lVjpCUcAEytU0

Os patrocinadores do evento realizaram uma ação de marketing durante a semana da partida, mostrando que a “marca Oscar” é forte, não pela imagem de vencedor do ex-atleta, mas também, pela pessoa autentica que ele é.