Futebol

Ex-Palmeiras segue hospitalizado na UTI após ser espancado em Carnaval de rua

Publicado às

Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Divulgação/ABC

O atacante Rafael Ferreira de Souza de Oliveira, mais conhecido como Rafael Amoroso, que teve passagem pelo time B do Palmeiras, continua internado na UTI do Hospital das Clínicas, em São Paulo, 10 dias após ser espancado ao tentar evitar um assalto em Carnaval de Rua na zona oeste paulistana. O jogador teve melhora no estado de saúde e tenta se recuperar de uma pneumonia.

“O Rafa está reagindo muito bem. A médica falou que ele está com menos sedação, está abrindo os olhos, mexendo os braços e as pernas. Ela disse que a pneumonia já está sendo curada e que, a cada dia, eles vão tirando a sedação. O cérebro dele está desinchando. Ele reage ao ouvir a minha voz, está se recuperando muito bem”, afirmou Susi Firmino de Souza, esposa do jogador, em entrevista ao UOL Esporte.

VEJA MAIS:
Atacante ex-Verdão que está na UTI recebe apoio de sobrevivente da Chapecoense

Rafael Amoroso sofreu diversos golpes na cabeça após tentar evitar que um bandido roubasse o celular de uma mulher presente no bloco carnavalesco.

O atacante passou por cirurgias para a retirada de coágulos no cérebro e na última quinta-feira começou a respirar sem a ajuda de aparelhos.

Na última sexta-feira, foi noticiado que o lateral Alan Ruschel, um dos sobreviventes da tragédia da Chapecoense, mandou mensagens de apoio ao colega de profissão.

Além de Palmeiras B, Rafael Amoroso rodou por São Caetano, Juventude, Volta Redonda, Comercial, Votuporanguense, Caldense, ABC-RN e Juventus, o seu último clube. Atualmente, ele está desempregado.