Futebol

Ex-Vasco e Inter, lateral conta os desafios de atuar em clube pequeno catarinense

Publicado às

Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com

Nei

Crédito: Foto: Divulgação

Com passagens por grandes clubes da Série A, Nei tenta recomeçar sua carreira atuando pelo Almirante Barroso, equipe da primeira divisão do futebol catarinense. Durante entrevista para o Torcedores.com, o lateral-direito contou quais são os desafios de seu time no estadual.

“Estamos buscando fazer um grande estadual, com regularidade. Nosso objetivo é esse. Sabemos da força do Campeonato Catarinense. Nosso início tem sido bom, mas sabemos que precisamos buscar essa evolução. O grupo está muito motivado para os próximos jogos”, diz.

LEIA MAIS:
CONFIRA COMO FICA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO PALMEIRAS NO PAULISTÃO 2017
INTERNACIONAL X OESTE: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA

Feliz no Almirante Barroso, o lateral-direito destacou que está feliz com o novo desafio em sua carreira. Nei enalteceu a dificuldade do Campeonato Catarinense, mas se diz satisfeito com as boas atuações que realiza no estadual.

“Meu sonho é jogar, independente do lugar. Quero ser feliz dentro e fora de campo. Estou feliz atualmente, voltando a ter sequência em um campeonato difícil como o Catarinense e tendo boas atuações”, completou.

Fora das quatro linhas, Nei revelou que gosta de praticar quatro esportes: “Gosto de praticar Muay Thai, jiu-jitsu, golfe e tênis. Pratiquei de forma intensa durante alguns anos. Acredito que a prática desses esportes me ajudou bastante no futebol também: na elasticidade, na concentração. Agrega muito na carreira do atleta”, concluiu.

Antes de chegar no Almirante Barroso, Nei passou pelo Novorizontino, Paraná, Vasco, Internacional, Atlético-PR, Corinthians e Ponte Preta. No Gigante da Colina e Furacão conquistou um título, mas no colorado foram quatro conquistas em sua carreira.