NFL: Fãs e audiência do futebol americano crescem no Brasil

Ainda não é comum ouvirmos na mesa do bar a galera comentando sobre futebol americano ou discutindo sobre algum lance, mas é fato que o esporte está entrando para a lista dos queridinhos por aqui.

Gabriela Lira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Foto: Facebook NFL/ Reprodução

“TOOOOOOOOOOOUCHDOWN!!!” Se você costuma usar redes sociais, com certeza leu isto no fim semana. No último domingo (5) aconteceu a Super Bowl, final da NFL (a liga de futebol americano dos EUA). O jogo foi histórico entre o New England Patriots e o Atlanta Falcons. Os Falcons abriram grande diferença no placar, mas o time de Tom Brady conseguiu tirar 25 pontos de diferença, levou a partida para a prorrogação e ganhou.

LEIA MAIS: Haja coração! Relembre decisões emocionantes em 2016/2017

Os brasileiros não só acompanharam o jogo, como tuitaram muito: a hashtag #SuperBowl ficou entre os assuntos mais comentados no site. Muitos cinemas venderam ingressos para a transmissão do evento que, por sinal, tem os comerciais mais caros dos EUA.

É fato que o futebol americano está acumulando cada vez mais fãs no nosso país. Segundo dados divulgados pela emissora ESPN, que transmite o evento, a audiência do futebol americano entre 2013 e 2016 cresceu 800%, o que nos dá uma noção de que a popularização está ficando forte por aqui.

Em uma entrevista para o Estado de São Paulo, em janeiro de 2015, José Calagrossi, diretor executivo do IBOPE Repucom, disse que o crescimento de fãs brasileiros pode ser explicado por dois motivos: o aumento do número de assinantes de TV paga e o fato de jovens adultos gostarem mais de esportes que promovam a satisfação instantânea, como é o caso do futebol americano, que possui jogos intensos e de muita estratégia.

E não é só o número de fãs que está crescendo: os praticantes também estão aumentando. Em uma entrevista divulgada pelo site Terra, Jayson Braga, o assessor de impresa do Torneiro Touchdown, um dos principais campeonatos de futebol americano no Brasil, declarou: “Atualmente estamos com 16 equipes, representando 8 Estados diferentes. No último ano, durante a temporada regular (fase classificatória), uma média de 1.000 a 1.500 pessoas acompanharam os jogos. Nos playoffs, essa média sobe em alguns estados, como por exemplo no sul do país. Já em nossa última final, conseguimos levar um público próximo dos 5.000 pagantes na vitória do Timbó Rex (de Santa Catarina) em cima do Vasco da Gama Patriotas”.