Futebol

Grohe relembra festa do título da Copa do Brasil e “valsa” para a torcida

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

valsa

Foto: valsa

Crédito: Foto: Reprodução/YouTube

A valsa não faz parte das tradicionais danças gaúchas, mas esteve bem perto do convívio dos torcedores da dupla Gre-Nal em 2016. Os primeiros a brincarem foram os colorados: no título gaúcho sobre o Juventude, Eduardo Sasha marcou um belo gol de cabeça e comemorou dançando uma valsa com uma das bandeirinhas de escanteio do estádio Beira-Rio.

Logo após a partida, ele confirmou que aquela foi uma forma de provocar o Grêmio. Que se explique: naquele momento, o Grêmio seguia em busca de um grande título e já permanecia sem um troféu desta magnitude há 15 anos, quando venceu a Copa do Brasil sobre o Corinthians, no Morumbi. Logo, a piada estava pronta: 15 anos, Baile de Debutantes e Valsa.

Mas os gremistas não esqueceram da provocação de Sasha e aguardaram o momento certo para responder. Isso porque o incômodo jejum de títulos foi quebrado no final do ano, no pentacampeonato da Copa do Brasil sobre o Atlético-MG, na Arena. Um detalhe, na comemoração, até passou despercebido: Marcelo Grohe, goleiro gremista, dançou a valsa para a torcida.

“Não, foi algo de momento ali. Foi na volta olímpica. O pessoal tava um pouquinho na frente e eu fui atendendo a galera da imprensa e fiquei atrás. Os jornalistas vieram fazer perguntas e fiquei… aí fiz a valsa, né. Um pequeno momento de descontração”, revelou Grohe, em entrevista ao canal Vídeo Queki.

Ele negou que tenha sido algo planejado anteriormente e garantiu que pensou na hora em arriscar os passos da tradicional dança. Logo depois de dançar, ele faz o popular gesto com as mãos de que “acabou”, indicando que a provocação dos colorados já não fazia mais sentido com o novo título da Copa do Brasil.

Confira aqui a entrevista completa de Grohe.