Futebol

Juca Kfouri fala quando torcedor vai parar com desconfiança em Eduardo Baptista; veja

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Crédito: Reprodução/ESPN Brasil

Na última segunda-feira, a derrota do Palmeiras para o Ituano pelo Campeonato Paulista foi o grande tema de debate no primeiro bloco do “Linha de Passe”, programa da ESPN Brasil. Os comentaristas Juca Kfouri, Arnaldo Ribeiro, Gian Oddi e Mauro Cezar Pereira opinaram que é muito cedo para analisar que o trabalho do técnico Eduardo Baptista. O assunto veio em questão por causa da enorme repercussão negativa nas redes sociais em que milhares de palmeirenses pedem a volta de Cuca.

LEIA TAMBÉM:
Entenda como Felipe Melo pode “ajudar” Palmeiras a sanar dívida com Wesley
Lesão de Fabiano dá brecha a Palmeiras ter Borja no Paulistão? Entenda!
São Marcos não é embaixador do Palmeiras desde 2015; veja o motivo
PVC, Edmundo e Zé Elias falaram sobre Eduardo Baptista após derrota do Palmeiras; assista
Torcida do Palmeiras culpa Eduardo Baptista por derrota e pede Cuca de volta na web

Todos, sem exceção, defenderam Baptista por acreditarem que se trata apenas do segundo jogo oficial do Verdão no ano e ainda não é tempo suficiente para que o novo treinador tenha imposto sua filosofia de trabalho.

Para Juca, é normal a impaciência da torcida do Palmeiras devido ao alto investimento feito para 2017, principalmente com a contratação do atacante Borja e a renovação de patrocínio da Crefisa por mais duas temporadas. Isso sem contar a eleição de Leila Pereira e José Roberto Lamacchia, donos do patrocinador máster do clube, para o Conselho Deliberativo do Palmeiras.

O comentarista avaliou que a situação de Eduardo Baptista é bastante delicada, assim como tinha argumentado Arnaldo Ribeiro, porque o técnico irá ser acompanhado pela sombra de Cuca, que levou o time a ser campeão brasileiro em 2016. E foi além – disse que o único jeito de o palmeirense deixar de ter desconfiança do comandante é se o Verdão conquistar o bicampeonato da Libertadores da América.

“O palmeirense vai começar a aceitar o Eduardo Baptista a partir do momento que o Palmeiras ganhar a Libertadores. Nem o Brasileirão é suficiente, porque o (Brasileirão) o Cuca acabou de ganhar. O nível de cobrança nele é enorme por causa disso. O que se espera imediatamente dele é um absurdo”, opinou o comentarista da ESPN.

Os milhares de pedidos por Cuca, para Kfouri, “é um exagero pela enorme repercussão das redes sociais”. O jornalista ainda fez questão de lembrar que o desempenho do ex-técnico do Palmeiras, em seu início, foi pior.

“O Cuca, lembramos, perdeu os quatro primeiros jogos que fez. Tomou de 4 a 1 do Água Santa! Quando foi campeão brasileiro, ele fez referência a esse jogo. ‘Naquele dia, tinha gente querendo me mandar de volta para a China. Se a diretoria não tivesse paciência, teria sido mandado embora’. E deu no que deu”, argumentou Juca.

Assista à opinião de Juca Kfouri no debate (13′ 50″):