DESTAQUE

Léo Moura diz que é “estranho” enfrentar o Flamengo e elogia rubro-negros

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Flamengo

Foto: Flamengo

Crédito: Foto: Getty Images

Por ironia do destino, a estreia de Léo Moura pelo Grêmio foi justamente contra a equipe que mais atuou em sua carreira. Nesta quarta-feira, o experiente lateral de 38 anos foi o capitão do tricolor diante do Flamengo, no Mané Garrincha, em Brasília, pela Primeira Liga. Apesar de algumas vaias, ele elogiou a torcida do Fla e disse que é “estranho” enfrentar o ex-time.

“É normal isso. É futebol, eles querem tentar desestabilizar. Procuram desta forma. Tenho um carinho enorme por essa torcida, sempre me abraçou. Nunca vai apagar a história. Mas é estranho jogar com uma equipe que você defendeu por muito tempo, mas depois que a bola rola, acaba isso, fica do lado de fora”, disse Léo após o jogo.

LEIA MAIS:

Em um lance, D’Alessandro mostrou que está com a habilidade em dia; veja

Entenda como ocorreu a lesão que deve tirar Douglas da Libertadores

Apesar da passagem vitoriosa e das mais de 500 partidas pelo Flamengo, Léo Moura teve uma saída conturbada em 2015 e acabou virando alvo de parte da torcida rubro-negra. Na ocasião, ele se transferiu para o Strikers, da ainda nova liga de futebol profissional norte-americana.

Sobre a estreia com a camisa do Grêmio, Léo apenas lamentou o resultado. Com um time todo formado por reservas, os gaúchos perderam por 2×0 para o Flamengo, que marcou com Éverton e o estreante da noite Berrío. O jogador também destacou a necessidade de readquirir ritmo de jogo.

“Queria sair com a vitória, mas não foi possível. Para uma equipe que nunca jogou junta, mostrou bom futebol. Particularmente, eu me senti bem à vontade. Preciso de ritmo, mas só vou pegar jogo a jogo. Queria que fosse positiva com a vitória, mas acho que foi boa”, acrescentou.

Antes da partida desta quarta, que terminou com vitória do Fla, Léo só tinha enfrentado o ex-clube em uma única ocasião. No dia 9 de outubro do ano passado, ele participou como jogador do Santa Cruz da derrota por 3×0 para o Flamengo, no segundo turno do Brasileirão.