Futebol

Lesão de Fabiano dá brecha a Palmeiras ter Borja no Paulistão? Entenda!

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Brasil x Colômbia

Crédito: Reprodução/Facebook Oficial do Atlético Nacional

O Palmeiras confirmou, nesta segunda-feira, que o lateral Fabiano terá que ficar fora dos gramados por cerca de seis semanas. No último domingo, o atleta se machucou ainda no começo de jogo contra o Ituano e teve que sair de campo. O departamento médico do clube confirmou uma lesão no músculo posterior da coxa direita e, com isso, o técnico Eduardo Baptista perderá uma peça dos inscritos para a primeira fase do Campeonato Paulista.

LEIA TAMBÉM:
São Marcos não é embaixador do Palmeiras desde 2015; veja o motivo
PVC, Edmundo e Zé Elias falaram sobre Eduardo Baptista após derrota do Palmeiras; assista
Torcida do Palmeiras culpa Eduardo Baptista por derrota e pede Cuca de volta na web
Paulistão: veja a classificação do Palmeiras após a derrota para o Ituano

Muitos torcedores, assim que souberam da lesão de Fabiano, sugeriram a Baptista que inscreva o atacante Borja em seu lugar de maneira que o colombiano adquira ritmo de jogo para a estreia na Libertadores, em março. O problema é que isso não é possível pelo regulamento da competição.

De acordo com o documento que consta no site da Federação Paulista de Futebol (FPF), a lesão de Fabiano teria que tirá-lo de toda competição, e não somente da primeira fase. Veja o que determina o Artigo 14 do regulamento do Paulistão:

§3º – O atleta lesionado poderá ser substituído pelo Clube, somente até o término da primeira fase da Competição, através da remessa de laudo médico comprobatório da lesão que o afaste DO RESTANTE DA COMPETIÇÃO e após a devida aprovação do Comitê Médico da FPF, quando o DCO promoverá a substituição do atleta lesionado por novo atleta a ser inscrito pelo Clube, independentemente do prazo constante deste REC para registro de atletas para a disputa da Competição.

É o mesmo exemplo do volante Tchê Tchê, que lesionou o ombro, porém não poderá ser substituído por nenhum outro atleta, já que sua recuperação durará cerca de 40 dias.

Borja, dessa maneira, só poderá entrar na lista de inscritos do Palmeiras no Estadual a partir das quartas de final, em que Eduardo Baptista poderá fazer até três alterações da relação da fase de grupos. Assim o centroavante colombiano só deve mesmo estrear com a camisa do clube no dia 8 de março, pela estreia da Libertadores contra o vencedor de Junior Barranquilla (COL) e Deportivo Capiatá (PAR).

CAMISAS DO PALMEIRAS: