DESTAQUE

Palmeiras joga mal e sofre primeira derrota do ano no Paulistão; veja as notas

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Palmeiras

Crédito: Foto: Arte / Rogério Lagos / Torcedores.com

O Palmeiras visitou o Ituano no fim deste domingo, 12, e sofreu sua primeira derrota do ano sob o comando do técnico Eduardo Baptista. Com gol de Guly, no segundo tempo, o time do interior venceu o Verdão, que chegou a terminar o jogo com quatro atacantes em campo.

Além de ter perdido a primeira no Paulistão, o Palmeiras viu um tabu de quase três meses sem derrota cair por terra. O último revés do campeão brasileiro de 2016 havia sido em 29 de outubro do ano passado, em duelo contra o Santos na Vila Belmiro. Na ocasião, o time praiano venceu por 1-0.

LEIA MAIS
10 argumentos que mostram o desespero dos rivais do Verdão em 2017
Opinião: com Borja, Eduardo Baptista será ainda mais pressionado no clube

No estádio Novelli Junior, o que se viu foi um confronto entre preparo físico e qualidade técnica. O Ituano, mais bem preparado fisicamente, levou a melhor, mesmo contra jogadores mais técnicos do Verdão. A marcação implacável dos jogadores da casa foi fundamental para o triunfo neste domingo.

Pelo lado alviverde, o que se viu foi muitas tentativas de jogadas rápidas, troca de passes interessante no primeiro tempo, mas pouca efetividade no ataque. Alejandro Guerra, estreante da noite, conseguiu se destacar, mas cansou na etapa final. O volante Felipe Melo foi outro que deixou claro ser acima da média, protegendo bem a bola e acertando praticamente todos os passes na saída de bola.

Mas foi pouco.

No ataque, Willian demonstrou dificuldades na nova função, mais centralizado. Róger Guedes correr como sempre, mas não foi o suficiente. Dudu, muito bem marcado, não conseguiu repetir as boas atuações pelas quais a torcida se acostumou. No banco, Eduardo Baptista tentou mudar, foi ousado ao substituir Edu Dracena por Alecsandro após o gol do Ituano e ir para o “tudo ou nada” com quatro atacantes, mas não deu certo.

Sem Tchê Tchê e Moisés no meio, o Palmeiras sentiu bastante a falta de criação. Tá certo que Guerra pode e deve ser um dos responsáveis por pensar neste setor, mas ainda está longe de desenvolver o futebol apresentado no Atlético Nacional, visto que a temporada acabou de começar.

Sem mais delongas, vamos às notas:

Fernando Prass – 6,0
Fabiano – sem conceito pois foi substituído por lesão bem cedo
[Thiago Santos] – 4,5 – falhou no gol do Ituano
Edu Dracena – 6,0
[Alecsandro] – 5,5
Vitor Hugo – 6,0
Zé Roberto – 5,5
Felipe Melo – 6,5 – um dos mais lúcidos em campo
Róger Guedes – 5,0
[Keno] – 5,5
Jean – 5,5
Guerra – 7,0 – assim que melhorar a condição física e entrosamento, vai ser um dos pilares do time
Dudu – 5,5
Willian – 5,5
Eduardo Baptista – 4,0 – Não conseguiu trabalhar o Palmeiras para que saísse da marcação implacável do Ituano. Com a qualidade técnica do elenco, esperava-se mais do treinador. Vai ter de melhorar bastante.

Foto: Arte / Torcedores.com