Futebol

Palmeiras poderia ter contratado Borja por um valor cinco vezes menor que o investido

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Borja

Crédito: Foto: Divulgação

O Palmeiras anunciou a contratação do colombiano Miguel Borja na última quinta-feira (9), e já desembarcou em São Paulo na manhã deste sábado (11), com uma recepção digna de ídolo da torcida palmeirense no aeroporto de Guarulhos. Para contratar o atacante, o Verdão,  como antecipado pelo Torcedores.com, pagou US$ 10,5 milhões, o que na cotação atual dá aproximadamente R$ 33 milhões.

LEIA MAIS:
Multa rescisória para tirar Borja do Palmeiras é seis vezes maior que o valor investido

Vale lembrar que o Palmeiras contará com a ajuda da Crefisa para bancar a contratação. A patrocinadora pagará os R$ 33 milhões em três parcelas: R$ 11 milhões no ato e os outros R$ 11 milhões daqui seis meses e R$ 11 mi depois de um ano. Mas você sabia que o alviverde poderia ter contratado Borja bem antes e por um valor pelo menos cinco vezes menor do que o que foi investido agora?

Após se destacar no primeiro semestre de 2016 pelo Cortuluá, onde marcou 22 gols em 25 partidas disputadas. Borja oferecido para vários clubes brasileiros, entre eles, o Palmeiras. Apesar dos números excelentes, a diretoria do Verdão ficou com um pé atrás para contratar um atacante colombiano que estava se destacando em um modesto clube local.

As negociações não avançaram porque a diretoria do Palmeiras queria contratar o atacante por empréstimo, mas o clube colombiano negou e só aceitava a negociação por cerca de R$ 6 milhões – valor que o alviverde não quis investir naquele momento.

Se o Palmeiras achava arriscado investir essa quantia em um jogador colombiano de 23 anos, na época, o Atlético Nacional não pensou duas vezes para contratar Borja. E sua estreia foi justamente contra o São Paulo, no Morumbi, pela semifinal da Copa Libertadores. Nos dois jogos contra o Tricolor, foram quatro gols marcados e que ajudaram a eliminar o arquirrival do Palmeiras.

Agora, Borja chega ao Palmeiras com status de principal contratação do futebol brasileiro para a temporada.