Palmeiras e a renovação com a Crefisa: veja o que sabemos

Na última quarta-feira, durante evento de lançamento da candidatura de Leila Pereira para o Conselho Deliberativo do Palmeiras, a presidente da Crefisa/FAM assegurou que irá renovar o vínculo com o Verdão neste mês. A expectativa é que o negócio fosse prorrogado após a eleição, marcada para o dia 11 de fevereiro, porém o acerto realmente deverá vir muito antes do que o previsto.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Foto: Cesar Greco / Ag. Palmeiras

LEIA TAMBÉM:
Presidente da Crefisa fala “indiretamente” sobre Borja e Pratto no Palmeiras; veja
Vaza foto da nova camisa de treino do Palmeiras para 2017. E aí, curtiu?
Blindado pelo Palmeiras, Vitor Hugo tem valor fixo para Europa e China; confira
Sem importância? Palmeiras pode ganhar até R$ 22 milhões no Paulistão em caso de título

Reportagens do jornal Lance!, do site da ESPN e do blogueiro Eduardo Ohata, do UOL, informam que a renovação deve ser definida nesta quinta-feira, dia 2. O presidente Maurício Galiotte e dirigentes do Palmeiras vão se reunir com representantes da Crefisa, entre eles Leila Pereira e seu marido José Roberto Lamacchia,

A ESPN divulga também que o ex-presidente do clube, Mustafá Contursi, e uma das vozes mais influentes do Conselho, estará presente na conversa.

O contrato entre Palmeiras e Crefisa foi encerrado no último dia 21 de janeiro, mas há uma cláusula no documento que prevê um prazo adicional de 30 dias para as partes negociarem. Em 2016, a empresa de Leila Pereira desembolsou R$ 78 milhões como patrocinadora exclusiva dos uniformes do Palmeiras, valor que pode aumentar nesta temporada.

Quem chega e quem sai dos clubes?

 

A expectativa é de que o novo acordo seja válido até o fim do mandato de Maurício Galiotte (até o fim de 2018) e renda cerca de R$ 80 milhões por ano. O Lance! diz que, além da quantia, a previsão é de que o novo acordo ainda conte com o aditivo para conquista de títulos.

No fim de 2016, a renovação já havia sido encaminhada, tanto que a Crefisa “presenteou” o Palmeiras com quase R$ 30 milhões para que o clube contratasse Alejandro Guerra, além de comprar parte dos direitos econômicos de Fabiano e Dudu. Guerra, inclusive, foi apresentado na sede da Faculdade das Américas (FAM) e recebeu a camisa 18 das mãos de Leila Pereira.

A renovação, então, dá fim ao boato de que a Crefisa poderia não renovar com o Palmeiras após o ex-presidente Paulo Nobre, em seu ato final, ter impugnado a candidatura de Leila por entender que ela não tinha oito anos como associada do clube. Mustafá Contursi entrou com um pedido de reconsideração junto ao novo mandatário Maurício Galiotte, afirmando que a empresária era sócia desde 1996. Galiotte parece ter aceitado a justificativa (o evento da última quarta prova isso) e acabou com qualquer polêmica.