Futebol

Prass fala sobre seu futuro, chegada dos novos reforços e mudanças no Palmeiras

Publicado às

Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com

Prass

Crédito: Foto: Cesar Greco / Fotoarena/ Divulgação

Durante entrevista para o site “Lance!“, o goleiro Fernando Prass falou sobre as mudanças que o Palmeiras passou desde a sua chegada ao clube em 2015.

“Quando cheguei a situação era totalmente oposta tanto dentro quanto fora de campo. Não tinha estádio, tinha 9 mil sócios, salário atrasado, dificuldade financeira, o grupo muito reduzido, na Série B. Hoje temos 130 mil sócios, um dos estádios que mais faturam e que é um dos melhores da América Latina, o clube está em uma situação financeira bem melhor, e dentro de campo a situação é inversa. A gente estava lutando para voltar para a Primeira Divisão e hoje somos campeões. Eu que vivenciei aquela fase e estou vivenciando essa consigo ter uma noção bem exata do que o Palmeiras andou”, diz.

LEIA MAIS:
BORJA FAZ EXAMES MÉDICOS E JÁ TREINA COM A CAMISA DO PALMEIRAS
CRISTÓVÃO BORGES FALA SOBRE A ESTREIA DOS NOVOS REFORÇOS NO VASCO
OSVALDO FALA COMO PRETENDE RECUPERAR SEU ESPAÇO NA EQUIPE FLUMINENSE

Por outro lado, o goleiro acredita que esteja preparado fisicamente para atuar por mais quatro anos e explica como realiza sua preparação física.

“Esse ano e mais três eu jogo tranquilamente. Depois, vou fazer que nem o Zé, ver como estou. Seria até irresponsabilidade minha dizer que jogo até os 44, porque não sei como vou estar fisicamente. Posso falar a curto prazo. Hoje, no ano que vem, no outro, estou tranquilo, não vai ser em dois anos que minha condição física vai cair. Pelo contrário, tenho feito um trabalho com o pessoal da fisiologia, da nutrição, justamente para que essa condição não caia. E vem dando certo, porque normalmente depois dos 32, 33 anos tu começa a perder massa muscular, e eu tenho feito o caminho inverso. Para ter uma noção, quando eu era mais novo eu tinha 12,5% de gordura e 91kg. Hoje estou com 94kg e 10% de gordura. Fisicamente não vejo problema nenhum para esses três, quatro anos. Depois vou sentir ano a ano”, concluiu.

Questionado se foi procurado para prorrogar seu contrato, o goleiro falou sobre o seu futuro: “Estou esperando aí (risos). Mas ainda não teve conversa comigo, não“, concluiu.

Prass falou sobre a chegada do meia-atacante Alejandro Guerra e do atacante Miguel Borja, o arqueiro se diz feliz com a chegada dos novos reforços ao Palmeiras

“Eles, até por terem o espanhol como língua, podem nos ajudar. Para os times brasileiros, a comunicação com os árbitros é difícil. Parece que por não entenderem o idioma, os árbitros ficam sempre muito arredios com os brasileiros. Ajuda ter jogadores que falam o idioma, dá para ter uma comunicação melhor. E saber jogar a Libertadores também, eles estão acostumados. Além também de trazer conhecimento de outras equipes. Temos venezuelano, colombiano, paraguaio, é melhor para colher informações das outras equipes também, ajuda muito. Tem muitos times que têm um jeito particular de jogar. A gente jogou contra o Rosario e viu que eles tinham um jeito muito particular, tanto é que o Grêmio foi jogar contra o Rosario e veio pedir informação para a gente. Faz diferença”,, completou.