DESTAQUE

Presidente do Palermo oficializa renúncia

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Palermo

Crédito: Reprodução / Site oficial do Palermo

O presidente do Palermo, Maurizio Zamparini (75), anunciou nesta segunda-feira, 27, a renúncia do cargo no clube. Em nota oficial publicada no site da instituição, o agora ex-mandatário explica os motivos que o levaram a tomar tal decisão e deixar o clube que presidia desde 2002.

A nota oficial diz ainda que o Palermo deverá ter um novo presidente no prazo de 15 dias, nomeado por um fundo anglo-americano que irá investir no clube. A ideia é “devolver o clube ao patamar que a cidade merece, que é o europeu, entre três e cinco anos”, diz a nota assinada por Zamparini.

LEIA MAIS
Em pleno Giuseppe Meazza, Roma bate Inter por 3 a 1
Napoli perde em casa e se afasta da briga pelo título
Juventus vence mais uma e se aproxima do hexa

A campanha do Palermo no Campeonato Italiano não é nada boa. Com apenas 15 pontos na 18ª colocação, o clube é hoje o primeiro time que pode ser rebaixado no Calcio. Para se livrar da queda quase iminente, a equipe precisa tirar uma diferença de oito pontos para o Empoli, que com 23 é o primeiro fora da zona da degola.

CONFIRA A NOTA OFICIAL NA ÍNTEGRA!

“O presidente Maurizio Zamparini anunciou que entregou o seu termo de resignação do cargo de presidente do Palermo. Dentro de 15 dias, um novo presidente será nomeado e apresentado em uma coltiva de imprensa, em Palermo.

O novo presidente é membro de um fundo anglo-americano, que sob contrato irá investir nos projetos do Grupo Zamparini, com prioridade inicial de investimento no Palermo, no estádio e no centro de treinos do clube. O objetivo dos investidos é devolver o clube à posição que a cidade merece, Europa, com um programa de três a cinco anos”.

Foto: Reprodução / Site oficial do Palermo