DESTAQUE

Ring girl do UFC torce para que Anderson Silva continue a lutar

Publicado às

Jornalista, editor do Torcedores.com. Passagens pelos jornais Metro, O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Marca Brasil, Agora São Paulo, Diário de S. Paulo e Diário do Grande ABC.

Crédito: Divulgação

O futuro de Anderson Silva é incerto. Aos 41 anos, o “Spider” voltou a sorrir no UFC após mais de quatro anos de “jejum” após derrotar o americano Derek Brunson por decisão unânime na madrugada de domingo (12), em Nova York, nos Estados Unidos, pelo UFC 208. O brasileiro afirmou que não pretende se aposentar, embora tenha admitido que está velho. E o ex-campeão dos pesos médios da companhia ganhou o apoio de ninguém menos do que a ring girl Camila Oliveira para seguir lutando.

“Ele fez o trabalho dele, lutou e ganhou. Vamos esperar que ele faça outras lutas. Ele disse que estava velho, mas foi muito legal”, disse a ring girl, que acompanhou a vitória de Anderson Silva no Budweiser Basement, espaço da marca de cervejas na Barra Funda, zona oeste de São Paulo. Lutador do peso galo do UFC, Thomas Almeida também marcou presença no evento.

LEIA MAIS:
ANDERSON SILVA CONFESSA TER SE SENTIDO ‘VELHO’ EM VITÓRIA NO UFC 208

“A vitória dele significou bastante, não só para mim, mas para todos os brasileiros que estavam torcendo para ele. Foi uma grande festa. Conhecendo pela trajetória de lutas que ele fez, pela história dele, a gente esperava uma vitória. E ele lutou bem, com cautela, apesar de algumas brincadeirinhas da capoeira. Mas é o jeito dele, eu gosto desse jeito de lutar”, completou Camila, primeira brasileira a assumir o posto de ring girl do UFC. Ela contou também que estará no octógono no próximo dia 11 de março, data em que o UFC chega a Fortaleza. “Não vejo a hora de trabalhar, vai ser bem legal”, disse a morena.

Antes do UFC 208, o último triunfo de Anderson Silva fora contra o americano Stephan Bonnar, em outubro de 2012, no UFC 153. Desde então, foram cinco lutas até a novo vitória no domingo: duas derrotas para Chris Weidman, para quem perdeu o cinturão, uma luta sem resultado contra Nick Diaz – o “Spider” foi flagrado nos exames antidoping -, e novos reveses para Michael Bisping e Daniel Cormier. Com a vitória sobre Brunson, Anderson Silva agora tem 34 vitórias, oito derrotas e um combate sem resultado.