DESTAQUE

Rodrigo Caetano elogia Muricy e cita Tite ao comentar mudanças no Flamengo

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito da imagem: Gilvan de Souza / Flamengo

Muricy Ramalho chegou ao Flamengo com status de técnico de ponta após conquistar quatro vezes o Brasileirão, mas a carreira na Gávea durou apenas seis meses. Apesar do período curto, o executivo Rodrigo Caetano garante que ele fez a diferença

.

“Muitos técnicos que passaram pelo Flamengo sofreram com a falta de estrutura e o processo de reconstrução do clube. A chegada do Muricy foi um divisor de águas. Fizemos a primeira visita no CT, ele não acreditou que o Flamengo pudesse ter ido até 12º. Sabíamos que não adiantava contratar uma estrela como o Guerrero, por exemplo, porque o nível de treinabilidade, citando o Tite, diminuía. Os jogadores atingiam um patamar de performance e o investimento caía por terra”, comentou Rodrigo Caetano, profissional responsável pelas contratações do rubro-negro, durante participação no programa “Bem, Amigos”, do canal Sportv.

LEIA MAIS:
Comentarista do Sportv vê Flamengo com “sangue nos olhos” por títulos

A gestão do presidente Eduardo Bandeira de Mello também foi elogiada por Rodrigo Caetano. “No momento em que o clube se reestruturou financeiramente como não atrasar salários e cumprir com obrigações tributárias (impostos) e aí sim investir em estrutura física possibilitou fazer as contratações pontuais. O ideal é trazer jogadores que possam fazer a diferença, e não apenas compor elenco. Isso melhora até as divisões de base. O processo todo converge para o lado positivo. O presidente teve um papel fundamental nisso e o Muricy também porque uma das condições foi a melhoria no Centro de Treinamento como um todo”, finalizou.