Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Róger Guedes faz promessa em caso de título da Libertadores pelo Palmeiras

Os estúdios de tatuagem de São Paulo já têm um bom motivo para torcer pelo Palmeiras na próxima Libertadores. Fã de artes e desenhos no corpo, o atacante palmeirense Róger Guedes garantiu, nesta terça-feira, durante o programa Seleção SporTV, que fará alguma homenagem ao eventual título do continente conquistado com a camisa do seu atual clube.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: (Foto: César Greco/Ag. Palmeiras)

Reforço contratado junto ao Criciúma na temporada passada, Guedes até brincou sobre o seu vício em tatuagens e disse que “perdeu as contas” de quantas tem espalhadas pelo corpo.

“Ih, rapaz… nem sei quantas eu tenho, são tantas que já perdi as contas. Por exemplo, meu braço é completamente fechado”, disse o atacante, que lembrou que tem, em sua perna direita, o desenho da taça do Brasileirão do ano passado, quando o Palmeiras venceu e quebrou um jejum de 22 anos no nacional.

Na época, Róger assim explicou a homenagem: “O título brasileiro representou muito para minha carreira. Sou jovem e já poder conquistar um título assim é bem gratificante. Então, fiz questão de registrar isso na minha pele. Gosto muito de tatuagem e agora a taça do Brasileiro irá comigo para onde eu for. Uma lembrança que jamais esquecerei”.

Cobrança no novo ano

Mas para ter o novo desenho na pele, Róger Guedes está ciente das dificuldades que vai enfrentar ao lado dos seus companheiros. Titular nos primeiros esboços de time do técnico Eduardo Baptista, o atacante crê que a cobrança sobre o Palmeiras vai aumentar por conta do título na temporada passada.

“Nesse ano vai ter mais pressão por termos sido campeões brasileiros. Estão esperando mais de nós: Libertadores, se Deus quiser jogar o Mundial. Vai ter mais cobrança da torcida. Todos os adversários terão uma garra a mais para ganhar do atual campeão”, disse.

Com um elenco mais encorpado com a chegada de nomes do porte de Michel Bastos, Guerra e Felipe Melo, o Palmeiras quer evitar o fracasso do ano passado, quando sequer passou da fase de grupos da Libertadores. Na competição continental, o alviverde está no Grupo 4 ao lado de Peñarol, Jorge Wilstermann e um terceiro time que virá do qualificatório.

 

CAMISAS DO PALMEIRAS: