Futebol

“São Marcos” não é embaixador do Palmeiras desde 2015; veja o motivo

Publicado às

Esportista de hobby, mas jornalista de profissão. Trabalhou como repórter do O Estado de S. Paulo, Revista TÊNIS. Tênis Virtual e CurtaTÊNIS em coberturas nacionais e internacionais de grandes eventos.

Palmeiras

Crédito: Fabio Menotti/Ag.Palmeiras/Divulgação

Reportagem desta segunda-feira do jornal “Folha de S. Paulo” informa que o ex-goleiro Marcos, um dos maiores ídolos da história do Palmeiras, não é embaixador do clube há dois anos. Ser embaixador é participar de eventos que divulgam a marca do Verdão.

LEIA TAMBÉM:
Eduardo Baptista sai? Veja o que comentaristas falaram do técnico do Palmeiras após derrota
Torcida do Palmeiras culpa Eduardo Baptista por derrota e pede Cuca de volta na web
Paulistão: veja a classificação do Palmeiras após a derrota para o Ituano

De acordo com as informações da “Folha”, o principal motivo foi uma declaração de Marcos sobre a polêmica saída do atacante Alan Kardec para o São Paulo em 2014, a qual irritou o então presidente do clube Paulo Nobre.

“Assim é o futebol. O São Paulo viu um jogador com dificuldade de renovar, foi lá e fez a oferta (…) O Palmeiras tem política de oferecer o que pode pagar e de não deixar a dívida para o próximo presidente. Não adianta falar que vai pagar R$ 500 mil e depois não conseguir”, afirmou Marcos em abril de 2014.

De acordo com a reportagem, após a declaração, Nobre ligou para Marcos em busca de explicações. Vale lembrar que o ex-presidente do Palmeiras trocava farpas com o então treinador do São Paulo, Carlos Miguel Aidar.

Recentemente São Marcos reclamou com pessoas próximas dos comentários de Nobre, que não renovou seu contrato de embaixador do clube em março de 2015.

A “rusga” com Nobre não foi o único motivo que fez Marcos não ligar para ser embaixador do Verdão. De acordo com reportagem, o ex-goleiro quis se dedicar mais à criação de gado em suas fazendas no interior de São Paulo.

O atual presidente do Palmeiras, Maurício Galiotte, disse que “foi procurado pelos representantes de Marcos para tratar da questão”. Uma reunião está marcada para o mês de fevereiro.

Marcos chegou ao Palmeiras no início da década de 1990 e foi campeão da Libertadores da América (1999), bicampeão brasileiro (1993 e 1994), campeão da Copa do Brasil (1998) e quatro Campeonatos Paulistas (1993, 1994, 1996 e 2008). Além disso, ele foi considerado o melhor jogador da conquista da Libertadores e foi goleiro titular da seleção brasileira campeã mundial em 2002.