DESTAQUE

Tite no comando, Taison em alta e Argel rival: Inter goleou o Caxias em 2009

Publicado às

Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Inter

Foto: Inter

Crédito: Foto: Alexandre Lops/Inter

Foi no mesmo Beira-Rio em que Inter e Caxias se enfrentam nesta noite, a partir das 21h, que o gigante da capital patrolou o rival da serra há oito anos. Ou melhor, quase no mesmo, já que a casa colorada passou por uma grande reformulação em função da Copa do Mundo de 2014. Mas o fato é que aquela partida, que definiu o segundo turno do Gauchão, e por consequência o campeão, foi uma das melhores apresentações do Inter nos últimos tempos.

Tudo deu certo para os colorados naquela tarde do dia 19 de abril, céu azul em Porto Alegre, bandeira vermelha no Rio Grande. Como havia vencido o primeiro turno do torneio, o Inter eliminou a necessidade de uma grande final ao fazer 8×1 – sim, você leu certo -, no Caxias, então treinado por Argel Fucks. Na casamata colorada, Tite comandava um elétrico Inter que tinha em D’Alessandro o arco e em Nilmar e Taison, as flechas.

LEIA MAIS:

Em um lance, D’Alessandro mostrou que está com a habilidade em dia; veja

Entenda como ocorreu a lesão que deve tirar Douglas da Libertadores

Magrão e Nilmar duas vezes, Taison, Guiñazu e D’Alessandro balançaram as redes ainda no primeiro tempo e escreveram 7×0 no placar antes mesmo da segunda etapa. Taison, aliás, coroava naquela tarde um campeonato impecável. Com 15 gols marcados, se tornou artilheiro, melhor jogador, melhor atacante e revelação do torneio, além de ter se firmado de vez como realidade no ataque do Inter.

Com um ritmo reduzido, e com a taça na mão e a faixa no peito desde, provavelmente, os 10 minutos do primeiro tempo, o Inter apenas administrou a etapa complementar. Ainda deu tempo para o zagueiro Álvaro – que seria campeão brasileiro com o Flamengo meses depois – fazer o oitavo gol colorado. Borja ainda diminuiu e fez o gol de honra para a esquadra caxiense supervisionada por Argel Fucks.

O detalhe curioso é que um ano antes, no mesmo palco, o Inter repetiu o placar contra um rival igualmente de Caxias do Sul. Foi o Juventude que, em 2008, sentiu na pele o duro golpe dos 8×1, em uma atuação de gala de Fernandão, que balançou a rede por três ocasiões durante aquela partida. Em 2009, o título gaúcho com goleada sobre o Caxias não foi o único momento interessante do Inter de Tite, que chegou ao vice-campeonato da Copa do Brasil e do Brasileirão – aí, já com Mário Sérgio no comando, uma vez que o atual técnico da seleção acabou caindo por maus resultados e rusgas no vestiário.

Relembre a ficha técnica de Inter 8×1 Caxias:

Inter Lauro; Bolíviar, Índio, Álvaro e Kléber; Sandro, Magrão (Marcelo Cordeiro), Guiñazu e D’Alessandro (Andrezinho); Nilmar (Alecsandro) e Taison
Técnico: Tite

Caxias: Rafael Lopes; Edenilson, Santin, Wagner Lima e Brida; Roberto, Zacarias (Diogo Brito), Marinélson e Guilherme (Wagner); Júlio Madureira (Cristian Borja) e Marcos Denner
Técnico: Argel Fucks

E os gols: