DESTAQUE

Conheça um torcedor do Flamengo, mas que exalta seu amor pelo Uberlândia Esporte Clube

Publicado às

Paulistano, 20 anos. Estudante de Comunicação Social-Jornalismo da Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

Crédito: Pai e filho costumam ir juntos ao estádio acompanhar os jogos do Verdão Foto: Rodrigo de Azevedo

Torcedor do Uberlândia Esporte Clube, ao lado de seu filho, conta sua relação com o time do interior de Minas Gerais, que já viveu momentos marcantes na história e atualmente almeja a série D do Brasileirão.

LEIA MAIS:
OPINIÃO: 5 FRUSTRAÇÕES VIVIDAS NA PRIMEIRA VEZ EM UM ESTÁDIO DE FUTEBOL

FILME QUE MOSTRA O INÍCIO DA CARREIRA DE IBRAHIMOVIC CHEGA À NETFLIX

Momentos de glória e de decepções, alegrias e tristezas, vitórias e derrotas. Esses são fatores que marcam a história de qualquer clube de futebol, seja ele no Brasil ou no mundo. Especialmente na cidade de Uberlândia, Minas Gerais, o Uberlândia Esporte Clube passou por todas essas situações citadas acima, ao longo dos seus 94 anos de vida.

Fundado em 1º de novembro de 1922, o clube foi nomeado de Uberabinha Sport Club, visto que naquele momento a cidade se chamava São Pedro de Uberabinha. E foi só anos depois, quando o município trocou o nome para Uberlândia, que o clube também alterou para sua nomenclatura atual.

Embora tenha alcançado seu auge no âmbito nacional em meados da segunda metade do século passado, atualmente o UEC participa apenas da primeira divisão do Campeonato Mineiro. A equipe busca fazer uma boa campanha no estadual, para assim conquistar uma vaga na série D do Brasileirão, já que não participa de nenhuma edição do Campeonato Brasileiro desde 2009.

Modelo das camisas usadas pelo clube Foto: Reprodução/Site oficial do UEC
Modelo das camisas usadas pelo clube
Foto: Reprodução/Site oficial do UEC

Apesar de não passar pelas melhores fases no futebol nacional, o Verdão uberlandense ainda continua despertando o entusiasmo entre os torcedores. Enquanto eu aguardava o início da partida entre Uberlândia x Tombense, pela 4ª rodada do Mineiro, no Parque do Sabiá (casa do UEC), observei um homem acompanhado de uma criança. Este, inclusive, estava usando o uniforme completo do time, da camisa à chuteira. Achei curioso o companheirismo dos dois, e fui bater um papo com ambos, desde o início imaginei que fosse pai e filho.

Sérgio Marques, 47, relata que acompanha a equipe desde os seus 12 anos de idade, e resume todo o seu sentimento pelo clube em paixão. “ Nós sempre temos uma expectativa em torno do clube, aí chega na hora do vamo vê a gente tem uma decepção. Em 2016 o Uberlândia chegou numa fase aguda e começou a perder, e isso desilude o torcedor”. Marques exemplifica o estadual do ano passado, onde já havia a esperança de se conquistar o acesso à série D, mas o time acabou ficando a uma posição do rebaixamento para o módulo II do mineiro.

Seu filho, Hugo Marques, 08, tímido que só ele, disse que sempre está ao lado do pai para assistir as partidas, e arriscou até a cantar um trechinho do hino do clube: “Uberlândia! Uberlândia! Uberlândia! O Periquito, o mais querido e forte! Furacão, Uberlândia Esporte!”

Escudo do UEC Foto: Reprodução/Site oficial
Escudo do UEC
Foto: Reprodução/Site oficial

Geralmente, em cidades do interior, os amantes do futebol têm o hábito de torcer para uma equipe local, e simultaneamente, ter um time grande da capital ou de outro estado. No entanto, para o pai, nascido e criado em Uberlândia, a paixão pelo UEC vem sempre em primeiro lugar. “Eu não torço para nenhum time de Belo Horizonte. Eu torço para o Flamengo, mas sem dúvida nenhuma o Uberlândia Esporte Clube é minha primeira opção”.

E ele ainda afirma que por mais que o Verdão tenha lhe dado mais tristezas do que alegrias, o amor pelo clube sempre falará mais alto. “Todos os jogos aqui no Parque eu venho. Porque o clube fica, né? Jogadores vêm e vão embora. O que fica é o escudo… Então isso é paixão mesmo”, finalizou.

Apaixonado por futebol, o professor de Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia, Rafael Venâncio trás em seu livro 1984 – A maior conquista do futebol de Uberlândia, os bastidores e a trajetória que levou o time ao título da Taça CBF daquele ano. Considerado por boa parte da torcida como o auge da história do clube, Venâncio trás algumas reflexões quanto ao título de 1984.
“Para muitos, a equipe de 1984 com a conquista da Taça de Prata, a Segunda Divisão Brasileira da época, foi a melhor da história do Uberlândia Esporte Clube. No entanto, não podemos esquecer que muitos torcedores mais antigos que acreditam que o time dos anos 1960, que garante o acesso à Primeira Divisão Mineira e sua permanência com o título de 1962, foi indiscutivelmente melhor”.

A decisão do título em questão ocorreu em duas partidas contra o Remo, de Belém do Pará. O primeiro confronto aconteceu no Parque do Sabiá, no dia 28 de março de 1984, quando o UEC venceu por 1 a 0. O segundo jogo foi em Belém, onde o Verdão garantiu o título com um empate de 0 a 0 e ganhou o mais rico troféu de sua galeria.

Confira um pouco como esta final:

Até a publicação desta reportagem, o Uberlândia disputara quatro partidas pelo Campeonato Mineiro de 2017. Com duas vitórias e duas derrotas, está em 6º lugar na tabela, com seis pontos somados. Para alcançar o seu objetivo principal na temporada, conquistar uma vaga para a série D, precisará ter obtido até a terceira classificação no estadual, uma vez excluídos os clubes já pertencentes às séries A, B e C, segundo regulamento do Brasileirão série D.

Caso o Uberlândia fique atrás de times que já disputam esse campeonato, como Caldense, URT e Villa Nova, caberá a Federação Mineira de Futebol junto à CBF decidir a melhor forma de redistribuição da(s) vaga(s).

(Este texto foi produzido para a disciplina de Técnicas de Reportagem, Entrevista e Redação Jornalística-TRERJ, do curso de Jornalismo da Universidade Federal de Uberlândia-UFU, e contou com a orientação do professor da disciplina, Vinicius Souza, e do professor e autor do livro citado, Rafael Venâncio).

Fontes:
Confederação Brasileira de Futebol
Federação Mineira de Futebol
Uberlândia Esporte Clube