Saiba quem são os oito brasileiros que devem lutar por cinturão no UFC

Arte a partir de imagens do site do UFC

O UFC 208 foi determinante para as aspirações de dois brasileiros na organização: Ronaldo Jacaré e Wilson Reis. Com suas vitórias, ambos deram passos enormes na briga por uma oportunidade de lutar contra os campeões de suas categorias.

LEIA MAIS:
Veja todos os resultados do UFC 208
UFC 211: Jéssica Bate-Estaca lutará pelo cinturão contra Joanna Jedrzejczyk

O ano de 2017 prepara fortes emoções para o Brasil no UFC. O país, que chegou a ter quatro campeões simultâneos em 2012 (Renan Barão, nos galos, José Aldo, nos penas, Anderson Silva, nos médios, e Júnior Cigano, nos pesados), pode voltar a ser protagonista no esporte. Hoje, apenas dois atletas brasileiros detêm o título da organização: José Aldo, nos penas, e Amanda Nunes, no peso galo feminino. A situação pode mudar, já que há cinco (ou até seis) lutadores com situação bem encaminhada para lutar pelo cinturão de suas categorias.

Veja quem são os brasileiros que devem lutar por cinturão nos próximos meses:

José Aldo – UFC 212


Detentor do cinturão dos penas, José Aldo já tem luta marcada para defender seu cinturão pela primeira vez desde que o perdeu para Conor McGregor. O brasileiro lutará contra Max Holloway no Rio de Janeiro no dia 3 de junho.

Amanda Nunes

This was the moment I had been waiting for patiently ? Esse momento esperei com paciência. #alwaysbelieve

Uma publicação compartilhada por Amanda?Nunes (@amanda_leoa) em


Depois de defender o cinturão do peso galo contra Ronda Rousey no fim de 2016, a Leoa já tem uma grande candidata a desafiante: a ucraniana Valentina Shevchenko. Dana White já confirmou que a ucraniana merece um title-shot, após sua vitória sobre Julianna Peña em janeiro, mas a luta ainda não tem data marcada. O confronto entre as duas será uma revanche, já que Amanda se credenciou a disputar o cinturão da categoria após vencer Shevchenko em março de 2016, por decisão unânime.

Júnior Cigano – UFC 211


Ex-campeão do peso pesado, o brasileiro tem nova chance de recuperar seu cinturão. Desta vez, será contra o americano Stipe Miocic., no UFC 211, em 13 de maio. Curiosamente, a última derrota do campeão foi justamente para Cigano, em dezembro de 2014. De lá para cá, Miocic venceu todas suas quatro lutas, incluindo a da conquista do cinturão, contra Fabrício Werdum, e sua primeira defesa de título, contra Alistair Overeem. Já Cigano perdeu a luta seguinte, para Overeem, e vem de vitória sobre Ben Rothwell.

Jéssica Bate-Estaca – UFC 211


Ao vencer Angela Hill no dia 4 de fevereiro, a Jéssica Andrade se credenciou a disputar o cinturão do peso palha. O duelo da paranaense contra a polonesa Joanna Jedrzejczyk será o co-main event do UFC 211.

Cris Cyborg


Após o UFC 208, Dana White declarou que a brasileira será a próxima desafiante ao cinturão do peso pena feminino, que teve sua primeira campeã conhecida, a holandesa Germaine de Randamie. Em entrevista recente, Cyborg afirmou que só deve voltar a entrar no octógono a partir de março, já que a perda de peso para sua última luta prejudicou sua saúde. Por outro lado, a campeã deve passar por uma cirurgia na mão e pode ficar um bom tempo inativa. As duas chegaram a fazer uma encarada informal após o evento do último final de semana.

Ronaldo Jacaré

Jiu-jitsu ?! #TimeJacare ? . #TeamJacare ? . #BeMoreHuman @reebok @reebokbrasil #UFC208 #UFC

Uma publicação compartilhada por Ronaldo Jacaré ? (@ronaldojacare) em


No último final de semana, o brasileiro finalizou Tim Boetsch no primeiro round. A situação do capixaba porém, ainda é complicada. Jacaré já está esperando sua chance pelo título há muito tempo, mas ainda precisará esperar a definição da provável luta entre o desafiante Yoel Romero e o campeão Michael Bisping.

Wilson Reis

Eu estou muito feliz com a minha vitória ontem à noite no #ufc208 Muito obrigado a todos que de alguma forma fez parte da minha preparação indo para essa luta . E muito obrigado a todos meus Familiares , amigos e fans pelo seu grande apoio Antes,Durante e depois da Luta . Fico muito feliz com o apoio e torcida de todos ! Vou treinar muito duro pra finalizar a minha próxima luta . ????????????? I am very happy with my Win last night at #ufc208 Thank you all that was a part of my training camp in any way and thank you so much my family ,friends and fans for showing your support before ,Durant and after my fight Thank you very much ! I will work hard to finish my next fight . @alliancemmagym @equipeg13bjj @bjj_united @badboybrands @ufc @ufc_brasil @canalcombateoficial #bonitodeminas #januaria #somosg13 #janucity @barclayscenter

Uma publicação compartilhada por Wilson Reis (@wilsonreis7) em


Wilson tinha luta marcada contra o campeão dos moscas Demetrious Johnson para julho de 2016 no UFC 201, porém o Mighty Mouse se lesionou. O UFC acabou colocando o campeão do TUF 24, Tim Elliot, para enfrentar o americano. Com a vitória sobre Ulka Sasaki, o brasileiro pediu uma nova chance de lutar pelo cinturão da categoria. Quinto no ranking dos moscas, Wilson é o único do Top 5 da divisão que ainda não perdeu para o campeão.

Demian Maia

UFC 204 Manchester – UK

Uma publicação compartilhada por Demian Maia (@demianmaia) em


Terceiro colocado no ranking do peso meio-médio, Demian Maia já declarou que vai esperar a luta contra o campeão da categoria. Atualmente, Tyron Woodley é o detentor do cinturão e tem luta marcada para o UFC 209, em 4 de março. O brasileiro vem de seis vitórias seguidas na divisão, sendo a última delas com um mata-leão em menos de dois minutos de luta sobre o ex-campeão do UFC Carlos Condit. De todos os listados, é o que tem situação mais complicada, já que Robbie Lawler, segundo do ranking, pode furar a fila.