DESTAQUE

Vaza áudio de Zeca criticando torcedores das cadeiras da Vila Belmiro

Publicado às

Tenho 19 anos e moro em São Paulo. Gosto do futebol bem jogado e também gosto de automobilismo. Jornalismo é um sonho e Faculdade ainda vou fazer. Valeu!

Crédito: Foto: Reprodução/Santos FC

O Santos venceu o Botafogo-SP por 2 a 0 na tarde desse domingo na Vila Belmiro. O mau desempenho da equipe nos últimos jogos irritou os torcedores que acompanharam o time na Vila nas derrotas para São Paulo e Ferroviária e o time saiu vaiado em ambos os jogos. Ao final do primeiro tempo da partida contra o Botafogo, a equipe novamente foi vaiada. Porém, na segunda etapa, o Peixe marcou com Vitor Bueno e Rafael Longuine e venceu os Ribeirão-pretanos.

Ainda assim, alguns torcedores reclamaram nas cadeiras e, ao final do jogo, um áudio do lateral esquerdo Zeca reclamando desses torcedores que criticavam o elenco mesmo com a vitória vazou e foi compartilhado nas redes por torcedores do time da Vila Belmiro.

Na reprodução, Zeca diz que tem uma família no Santos e as vezes não dá para aguentar os torcedores xingando o técnico Dorival Júnior e outros jogadores do grupo. O lateral esquerdo pede mais respeito aos mesmos, justifica que o time ganhou o jogo e ressalta que quando o time perde, os jogadores aceitam a bronca da torcida, cobrando em seguida que os torcedores reconheçam e apoiem o time nas vitórias:

“Manda para os caras aí que eu sou homem, eu não sou moleque, entendeu? Eu gosto de todo mundo, eu amo a torcida do Santos, mas, com todo respeito, os caras lá atrás do gol (Torcida organizada) apoiam do começo ao fim. Os caras de onde eu chutei a bola, e até peço desculpas por isso, mas as vezes não dá para aguentar. Independente se fala comigo ou não, eu tenho uma família dentro do Santos, é minha família, isso é o grupo. Como é que eles ficam xingando os caras ali, ficam xingando o Dorival, xingando um monte de gente. Pelo amor de Deus, tenham um pouco de respeito, nós ganhamos o jogo.”, disse, pedindo em seguida mais humildade por parte dos torcedores que reclamam:

“Peço desculpas se eles não entenderam ou ficaram bravos, mas uma coisa eu falo: Eu não vou abaixar a cabeça porque eu sou homem, meu pai e minha mãe me deram educação e me ensinaram a ser guerreiro e homem, homem acima de tudo, e todos tem que ser homens. Nós assumimos uma p… que estávamos perdendo o jogo e demos a cara para bater, então os caras tem que assumir quando erram também – apoiar, e não ficar xingando. Tem que ter humildade quando ganha e quando perde. Quer dizer que quando perde a gente sabe escutar e quando ganha querem ficar xingando também?” concluiu.

Ouça o áudio na íntegra do lateral Zeca criticando os torcedores das numeradas.