Futebol

Winck fala sobre chance na Primeira Liga e espera ganhar espaço no Inter

Publicado às

Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com

Inter

Crédito: Foto: Ricardo Duarte/Internacional/Divulgação

Foi sentado no sofá assistindo à goleada do Inter contra o Oeste pala segunda fase da Copa do Brasil que Cláudio Winck ficou sabendo que jogaria no dia seguinte com a camisa colorada. O time entraria em campo 24h depois pela Primeira Liga e jogaria com um time alternativo. 

O jogador estava na Chapecoense na temporada passada e retornou ao Colorado com a missão de ajudar a recolar o Internacional na elite do Campeonato Brasileiro. No começo, não teve muitas oportunidades, mas espera ser mais lembrado agora após a boa partida que fez.

LEIA MAIS: Opinião: Inter está montando elenco para ganhar a Copa do Brasil

Cláudio fez um dos gols da vitória contra o Criciúma, fora de casa. O lateral espera continuar tendo chances no time de Zago e comemorou a boa atuação:

“Para mim foi muito importante. Estava esperando essa oportunidade há dois meses, desde quando eu tinha retornado ao clube. Veio na hora certa. Foi uma excelente vitrine. Estou esperando dar essa continuidade, quero buscar espaço e ajudar o Inter”, disse em entrevista ao portal Globo Esporte. “Só falaram para eu me apresentar em Alvorada, mas eu nunca baixei a cabeça, sabia que uma hora ia precisar. Me chamaram de última hora. Encarei como um desafio.”

Winck terá muitos concorrentes ao longo da temporada. Só para a lateral direita,  Alemão, Junio, Ceará e William estão disputando uma vaga. Os dois primeiros são novos no elenco principal e os últimos estavam no clube no ano passado. Claudio analisa que precisa melhorar ainda para buscar a titularidade e destacou seu ponto positivo além de que precisa melhorar na questão defensiva:

“Não sou horrível na marcação, mas não sou especialista em marcar. Sou um lateral ofensivo, dá pra melhorar, procuro sempre jogar pra frente.”