Futebol

5 lições que o Palmeiras tirou do jogo contra a Ponte Preta

Publicado às

Radialista, Jornalista com passagens como correspondente pelo site italiano CalcioNews24.com e pelo Arena Rubro-Negra. Atualmente setorista do Fluminense e Futebol Sul-Americano no Torcedores.com

Brasileirão

Crédito: Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

Nesta quarta-feira, o Palmeiras perdeu para a Ponte Preta por 1 a 0, às 21h45 (horário de Brasília), em jogo válido pela 12ª rodada do Paulistão, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas. Diante disto, o Torcedores.com mostra cinco lições que o Verdão tirou do confronto contra a equipe do técnico Gilson Kleina.

LEIA MAIS:
CONFIRA COMO FICA A CLASSIFICAÇÃO ATUALIZADA DO SANTOS NO PAULISTÃO 2017
TIGRE APRESENTA NOVO TÉCNICO PARA A SEQUÊNCIA DO CAMPEONATO ARGENTINO
MADUREIRA X FLUMINENSE: SAIBA O QUE ESTÁ EM JOGO

Chutes ao gol: A primeira lição fica por conta dos poucos chutes ao gol, mesmo com a volta do atacante Dudu ao time titular ao lado de Willian e Erik no ataque palmeirense.

Substituições: Outra lição são as substituições, o técnico Eduardo Baptista não acertou nas alterações e a Ponte Preta aproveitou os erros para buscar a vitória no estádio Moisés Lucarelli.

Expulsão do Zé Roberto: Além da expulsão do lateral-esquerdo Zé Roberto, o jogador será desfalque do Verdão no jogo contra o Novorizontino. Principalmente do zagueiro Vitor Hugo, que recebeu o terceiro cartão amarelo.

Retrança da Ponte Preta: Mesmo com a maior posse de bola, o Palmeiras não conseguiu furar a retranca da Ponte Preta e não criou situações de gols durante o jogo pela 12ª rodada do Campeonato Paulista.

Posição de Eduardo Baptista: Por fim, o treinador manteve uma postura ofensiva durante os noventa minutos e tentou neutralizar os jogadores da Ponte Preta. O time da casa ficou na retranca e acabou segurando o resultado.