DESTAQUE

Dal Zotto acompanha jogo do Taubaté e garante seleção com jogadores do time paulista

Publicado às

Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com

Renan Dal Zotto

Foto: Renan Dal Zotto é confirmado como substituto de Bernardinho na seleção

Crédito: Divulgação/Facebook

O Taubaté é uma das principais equipes do voleibol brasileiro na atualidade. Classificado para os playoffs da Superliga masculina, a equipe paulista teve o privilégio de contar com a presença do técnico da seleção brasileira, Renan Dal Zotto em seu ginásio para acompanhar o jogo do clube nas quartas de final do campeonato brasileiro de voleibol masculino.

Taubaté e Juiz de Fora se enfrentavam pelo jogo 3 das quartas de final. Como havia vencido os dois primeiros confrontos, o Taubaté só precisava vencer mais um jogo dos outros três restantes para avançar à semifinal.

LEIA MAIS: Jogadores respondem se o vôlei é o 2º esporte do Brasil

E venceu com tranquilidade o Juiz de Fora, por 3 sets a 0. Dal Zotto gostou do que viu e afirmou ao GloboEsporte.com que o clube paulista terá jogadores convocados para a seleção brasileira:

“O Taubaté tem jogadores muito interessantes, que foram campeões olímpicos, e outros que já tiveram passagem pela seleção, então vão ser lembrados e chamados. Com certeza, a ideia é aproveitar alguns nomes, pois o Taubaté é um dos times mais fortes da Superliga.”

Entre os jogadores do Taubaté que vem sendo chamados com maior frequência estão Lucarelli, Wallace e Éder. Ambos se destacam na temporada pelo clube paulista e deverão cavar seu lugar na seleção principal.

Mesmo sem os destaques do time paulista, Renan vê com muito otimismo o futuro do voleibol brasileiro. Para o substituto de Bernardinho, o Brasil tem tudo para ficar no topo por muitas temporadas:

“Muito orgulho, honra, emoção em defender a seleção brasileira. Acho que as expectativas crescem para todos os jogadores. Fico contente pelo nível estar aumentando, mas a seleção está em boas mãos com ele. O Brasil vai continuar no topo do ranking por muito tempo.”