EUA vencem e ficam vivos nas eliminatórias

No primeiro jogo oficial, após o retorno de Bruce Arena ao comando da seleção dos Estados Unidos, a vitória era obrigação. A equipe estava no último lugar do hexagonal final das eliminatórias da Copa da Rússia 2018 no setor da Concacaf. Honduras parecia ser um grande desafio, mas jogando em casa, no estádio do San Jose Earthquakes (Califórnia), e com o retorno dos veteranos Clint Dempsey e Tim Howard, o resultado final não poderia ter sido melhor.

Wallace Damião
Colaborador do Torcedores

Crédito: Crédito: Site Oficial MLS/Divulgação

Klinsmman não é mais técnico do EUA

Costa Rica goleia os EUA

Atlanta United FC vence a primeira partida na MLS

A derrota para a Costa Rica pelo humilhante placar de 4 a 0 e que deixou a Seleção dos EUA em último lugar nas eliminatórias da Concacaf para a Copa da Rússia de 2018, foi a gota d’água e derrubou o técnico Klinsmann e trouxeram de volta o veterano técnico americano Bruce Arena. Além do velho técnico, o time contou com o retorno do “velho” astro Clint Dempsey que marcou no seu retorno ao Seattle Sounders no último domingo e emplacou um belo hat-trick na partida de ontem. 3 dos 6 gols que a seleção norte-americana emplacou. Um placar para lá de necessário para dar confiança ao time que estava em último, sem marcar pontos após duas rodadas do Hexagonal final das eliminatórias da Concacaf. Com esta emblemática vitória, por 6 a 0, a seleção americana entra na zona de qualificação do grupo.

Vale relembrar que na região da américa central e caribe existem para mais de 30 pequenos países. As eliminatórias são divididas em fases de acordo com o ranking da FIFA. As seleções mais fortes, e melhores ranqueadas, como México, Costa Rica, EUA entram na competição na penúltima e quarta fase. Participante da MLS, mas com baixo ranqueamento pela FIFA o Canada entra nas eliminatórias na segunda fase, mas foi eliminado na quarta fase onde perdeu pontos cruciais para as seleções de Honduras e El Salvador.

Outro motivo que levou a queda de Klinsmann era sua insistência em fazer a quase ferro e fogo a renovação da seleção, deixando de lado os mais experientes medalhões. Até mesmo Dempsey estava correndo risco de ficar fora da seleção após a copa do mundo do Brasil. Bruce Arena retornou com Dempsey e conseguiu um ótimo resultado, levando os EUA a quarta posição na tabela, mas isso não quer dizer que Bruce não esteja pensando em renovação. O jovem Christian Pulisic (do Borussia Dortmund), de apenas 18 anos, veste (para nós, brasileiros, a mística) camisa 10 e foi escalado como titular. Foi o autor do 4º gol e deu duas assistências para Dempsey marcar.

Michael Bradley (Toronto FC) marcou um gol é uma das peças centrais do esquema montado por Bruce Arena. Bradley que atua mais como um cabeça de área, mas que possui bastante habilidade e basicamente toda ligação entre o ataque e a defesa passam por ele, da mesma forma como ele atua pela sua equipe, o Toronto FC.

Após o jogo Bruce Arena disse aos repórteres: “Nós tínhamos de ganhar este jogo e tinha de ter uma postura ofensiva quebrando um time que se defende muito bem. Então tivemos de ter um número maior de jogadores ofensivos em campo”.

Agora o empolgado selecionado de Bruce Arena vai à Cidade do Panamá enfrentar a seleção da casa no estádio Rommel Fernández no próximo dia 28 pela quarta rodada das eliminatórias do hexagonal final.  São ao todo 10 rodadas nesta fase.