Perícia confirma falsificação do Inter no caso Victor Ramos

Mais um capítulo da polêmica do caso Victor Ramos: perícia do Supremo Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) confirmou que o Internacional falsificou e-mails que comprovavam um possível equívoco na contratação de Victor Ramos pelo Vitória. O Internacional afirma que o jogador foi contratado pelo clube baiano sem os devidos trâmites burocráticos e levou o caso até à Corte Arbitral do Esporte, o maior tribunal esportivo do mundo. Entenda!

Lucas Ferreira
Estudante de Biblioteconomia na Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e colaborador pleno do Torcedores.com desde fevereiro de 2017.

O Caso Victor Ramos ganha mais uma polêmica: depois de várias tentativas de fazer valer a sua versão, o Internacional sofreu mais um revés. Uma perícia do STJD confimou que e-mails, que são partes importantes do processo movido pelo Colorado, foram falsificados pelo clube. Em comunicado publicado no site do STJD, perícias “comprovaram a falsificação de parte dos e-mails inseridos em processos de interesse do Inter, tais como adulterações de forma e conteúdo, subtração de palavras, textos, nomes e frases, além de inserção indevida de palavras, letras e assinaturas, modificações essas de conteúdo capazes de descaracterizar o seu sentido original.”

LEIA MAIS

Decisão do caso Victor Ramos sairá em abril

Inter mantém caso Victor Ramos e diretor do Vitória comenta: “Que pobreza”

Os e-mails são parte importante do processo movido pelo Inter pois seria neles que estariam descritas possíveis irregularidades na transação entre o Vitória e o Monterrey-MEX, clube a qual Victor Ramos pertence. Como o jogador estava emprestado ao Palmeiras, o Internacional então afirma que não foi seguido o trâmite burocrático da contratação. O Internacional chegou a levar o caso até a Corte Arbitral do Esporte (CAS), o maior tribunal esportivo existente no mundo atualmente. O CAS tem jurisdição em casos relacionados à Fifa. Ontem, a Corte Arbitral do Esporte confirmou que o caso será julgado no dia 4 de abril, em Lausanne, Suíça. Entretanto, o resultado do julgamento não será divulgado no mesmo dia.

O departamento jurídico do Internacional se pronunciou. Em entrevista ao GloboEsporte.com, o vice-jurídico do clube, Gustavo Juchem disse que “O Inter vai preparar a sua defesa e vai prestar os esclarecimentos necessários para comprovar que não houve falsificação de qualquer documento”. Juchem ainda criticou o STJD e reiterou que não houve falsificação por parte do Inter. O vice-jurídico disse que “não diria suspeito, mas é incomum o Tribunal divulgar provas, ainda mais enquanto esse processo está tramitando”.