Futebol

Joel relembra caso com Cruzeiro ao falar de problema com visto

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Twitter/Botafogo

Joel ficou de fora do treino desta terça-feira (28) do Botafogo para tirar o visto para viajar para a Colômbia, visando a partida contra o Atlético Nacional, pela Libertadores. De volta ao Rio, o jogador deu entrevista coletiva e falou sobre o caso.

Por ser camaronês e não ter nacionalidade brasileira, o atacante teria que tirar visto para poder ir a Colômbia jogar. O jogador se lembrou de um caso ocorrido enquanto estava no Cruzeiro para falar da importância de ter dedicado tempo em ir ao consulado colombiano, em São Paulo.

LEIA MAIS

BOTAFOGO RENOVA CONTRATO COM JOIA DA BASE; CONFIRA OS DETALHES

JAIR COMENTA POSSÍVEL SUSPENSÃO: ‘NÃO FALEI PALAVRÃO PARA O JUIZ’

“Já consegui o visto. Sofri com isso em 2015 pelo Cruzeiro. Tinha um jogo pela Libertadores (contra o Huracán) na Argentina e não pegamos o visto. Não me liguei e achei que ia passar com a delegação, mas em termos de país não abriram exceção e acabei voltando”, disse Joel.

Além do caso com o Huracán, o atacante do Botafogo também foi impedido de enfrentar o River Plate também por não ter visto. Por causa do ocorrido em 2015, o jogador decidiu se ausentar do treinamento para conseguir a documentação.

“A Libertadores é uma experiência única, todos os clubes lutam para disputar. É a nossa Champions League. A gente vê vários estilos de jogo, muito disputado, alguns times que jogam na técnica e outros na raça. Poder disputar esse campeonato é oportunidade única”, declarou.

 

(Crédito da foto: Divulgação/Twitter/Botafogo)