Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Médico do Corinthians revela que Danilo correu risco de amputação da perna

Afastado dos gramados há quase sete meses devido a fratura da tíbia e fíbula, o meia Danilo correu o risco de ter a perna direita amputada, de acordo com Dr. Joaquim Grava, o chefe do departamento médico do Corinthians.

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: © Daniel Augusto Jr/Agência Corinthians

“A fratura do Danilo foi considerada grave. Além de fratura de tíbia e fíbula, ele teve lesão na artéria da perna e também compressão do nervo responsável pela parte motora, movimentação do pé e sensibilidade do membro”, disse Grava, em entrevista ao “Esporte em Discussão”, da Rádio Jovem Pan.

VEJA MAIS:
FPF agenda Corinthians x Red Bull para uma tarde de quinta-feira 
Pedrinho torce o tornozelo e preocupa o Corinthians 

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

“Ele chegou a ficar internado pelo menos 30 dias com uma equipe de dor intensa, e existiu o receio de que a fratura não se consolidasse. Felizmente se consolidou. Ele já está em recuperação, e pela evolução, acredito que dê continuidade (a carreira). Ele teve risco até de perder o membro”, completou o médico, acreditando que o meia de 38 anos possa prolongar a carreira apesar da idade avançada.

Nas últimas semanas, Danilo passou a fazer exercícios físicos no gramado do CT Joaquim Grava. Nesta terça-feira, ele fez os seus primeiros trabalhos com bola.

A grave lesão no meia ocorreu durante treinamento em agosto do ano passado. Ele levou a pior em dividida com o zagueiro Yago. Após a cirurgia, ele teve o contrato renovado até dezembro de 2017.

As melhores notícias de esportes, direto para você