DESTAQUE

VEJA: Diretor avalia evolução da Chapecoense em 2017

Publicado às

Jornalista em formação pela FAPCOM. Repórter esportivo na Web Rádio Futgol Esportes. Setorista da Chapecoense no Torcedores.com. Fã de automobilismo

Chapecoense: Rui Costa

Crédito: Flickr Chapecoense

Depois da vitória sobre o Avaí por 2 a 0, no último domingo, na Arena Condá. O Verdão do Oeste assumiu a liderança do segundo turno do Campeonato Catarinense, com 10 pontos. O diretor executivo do clube analisa o início promissor do clube para a temporada.

LEIA MAIS
JOGADORES DA SELEÇÃO BRASILEIRA CANTAM MÚSICA DO CORINTHIANS EM JANTAR
EXCLUSIVO: PALMEIRAS CONTRATA NOVA JOIA DO CHILE
CHILE X VENEZUELA: CONFIRA COMO ASSISTIR AO JOGO AO VIVO NA TV
Sem perder há 3 jogos, a Chapecoense é líder do returno com 10 pontos, o que lhe garante momentaneamente como finalista do estadual para encarar o campeão do primeiro turno Avaí. Mas para muitos, isso até 3 meses atrás parecia impossível para um time que perdeu um time inteiro há 4 meses.

O diretor executivo da Chapecoense, Rui Costa, falou sobre o início difícil da Chape e que: “Nós imaginávamos que os resultados começariam a chegar com o passar das rodadas. O início, como previsto, seria difícil. É uma situação incomum. O elenco foi montado em pouco tempo, com mais de 20 contratações. É de se esperar que a equipe comece a ganhar forma apenas no decorrer do ano e das competições disputadas”.

Campeã em 2016 do Catarinense, a equipe do interior busca o bicampeonato.Os números da Chapecoense são bons, diante da agenda apertada que o clube está passando(Libertadores, Estadual, Recopa e em Maio Campeonato Brasileiro). No estadual, a Chape só sofreu duas  derrotas, justamente para o Brusque, o qual a equipe recebe nesta quarta às 21:45 ( horário de Brasília) na Arena Condá e para o Avaí. Mas venceu oito jogos, e é a líder da Classificação Geral.

Rui Costa fala do calendário e de como a Chape vai evoluir ao longo da temporada: “Além das dificuldades mencionadas, o calendário do clube está apertado. Teremos um time mais próximo do ideal no início do Campeonato Brasileiro. Porém, é importante já conseguirmos resultados imediatos, como vem acontecendo no estadual. A sequência das últimas partidas e o futebol apresentado mostram maturação constante da equipe. É importante exaltar que é um trabalho com muita margem de evolução e o rendimento do time segue crescendo”. A equipe têm uma média de 2,4 gols por jogo, marcou 30 gols e sofreu 18. Das 25 contratações, duas delas figuram entre os artilheiros, o volante Andrei Girotto com 4 gols e Wellington Paulista com 5 gols.

Gostou da publicação? Siga o autor no Twitter