Futebol

Opinião: Tamanho é documento? Vladimir Hernandez, o Minion da Vila

Publicado às

Adair Dias, o Zadá, é engenheiro, fanático por esportes. Quando não está trabalhando ou cuidando das filhas, certamente está fazendo algo relacionado com eles.

Mais de um time! Veja os jogadores do Santos que ainda não estrearam em 2017

Crédito: Foto: Ivan Storti/ Santos FC

A torcida do peixe já elegeu seu novo xodó. O pequeno gigante ou o minion, como se referenciam ao falar do colombiano Vladimir Hernandez.

Vladimir Hernandez iniciou sua história no Santos de maneira muito peculiar. Primeiro contratado para temporada 2017, ainda em outubro de 2016, Hernandez foi o último a estrear devido a todo um imbróglio financeiro e burocrático que por pouco não parou na Fifa. Toda a demora foi brindada com um espetacular gol de bicicleta em sua estréia. Nem mesmo ele, nos maiores de seus sonhos, esperava um debut desta maneira. Bastou para ser o novo craque, o novo querido. Torcida já exigindo sua titularidade, placa no Pacaembu entre outros exageros.

LEIA MAIS:
16 TORCEDORES DO SANTOS QUE ESTÃO MUITO ANIMADOS COM VLADIMIR HERNANDEZ

Mas além do golaço outra coisa chama muito atenção, seus talvez super faturados 1,60m (as vezes parece 1,50m). Como tenho birra a jogadores baixinhos. e explico na sequência, já naquele jogo observei sua participação e logo conclui, 10 cm fazem diferença. Foram duas bolas que suas pernas curtas não alcançaram e mais alguns outros lances errados, logicamente ofuscados pela beleza da bicicleta.

Minha bronca com jogadores baixinhos começa em 2015 com a insistência de Marcelo Fernandes com uma das revelações da Copa São Paulo, Lucas Otávio, o Batatinha. Volante de baixa estatura que apesar do destaque entre os juniores, no time de cima pouco fez, ou pior, fez mal. Vendo ele correr atrás de jogadores via o que a física nos comprova, atletas maiores, com uma passada maior tende a ser mais rápidos que baixinhos. Bolt faz 100m em 41 passadas, uma impressionante média de 2,5m por passada. Mais que um Batatinha e meio Minion. Com a sua barrada no time pelo Dorival, o santos saiu da Zona de rebaixamento e flertou com a Libertadores em 2015.

Em contrapartida, já penso no caro leitor me rebatendo, falando que tivemos excelentes baixinhos: Maradona, Messi e Romário. O mais baixinho desta turma, com 1,67m, é o nosso senador. Mas pera ai! Estamos falando do rei da área e ainda com 7cm a mais. Hernandez já tem 28 anos e certamente não é do mesmo quilate. Tem uma interessante média de 1 gol a cada 5 partidas e uma carreira de um time só, o poderoso Junior Barranquilla.

Embora o som da corneta esteja no máximo volume, não estou julgando e nem poderia fazer diferente, pois tenho uma amostra muito pequena (sem trocadilhos) de jogos para julga-lo. Espero que queime a minha língua e venha dar muitas alegrias para a torcida santista. Mas pra quem já viu a torcida se empolgar com João Fumaça, Arinelson, Adiel, Camanducaia, Renatinho, um pouco de precaução não faz mal a ninguém. Assim como o oba-oba também não.