Basquete

4 motivos para acreditar no Boston Celtics nos Playoffs da NBA

Publicado às

Nascido em Sorocaba, acompanha futebol desde os 8 anos e é apaixonado pelo europeu. Tem simpatia pelo Argentino e também gosta muito do Brasileiro. Basquete é outra opção boa.

Crédito: Reuters

Líder da tabela de classificação da Conferência Leste, o Boston Celtics chega com moral para os Playoffs, mas ainda não é o favorito em uma possível final de Conferência

LEIA MAIS!

5 motivos para acreditar no Golden State Warriors no Playoffs da NBA

Mesmo que tenha feito uma temporada espetacular, o Celtics não chega com muito favoritismo para o título da Conferência, isto porque o time sofreu em jogos contra os Cavs na temporada regular.

Mas nós do Torcedores.com listamos 4 motivos para confiar no Celtics nesses Playoffs do basquete americano:

1º – Trabalho de jogo dos Celtics

Quem acompanhou a Conferência Leste na temporada regular, viu um time liderar o campeonato e ter um dos melhores estilos de jogo já visto, principalmente pelo fato de jogar em razão de um armador que é o mais baixo da liga e está entre os melhores na atualidade.

2º – Grande temporada de Isaiah Thomas

Astro dos Celtics, Thomas foi o dono do time na temporada regular. (Reuters)

E este armador se chama Isaiah Thomas, com médias de 30 minutos por jogo, 29 pontos e 5 assistências, Thomas tem brilhado e carregado os Celtics a liderança da Conferência Leste. Sendo peça essencial dentro do time de Boston.

3º – Camisa pesada

Com 17 títulos, o Celtics é o maior campeão da NBA, logo tem a camisa mais pesada da liga e mesmo que o time não seja tão bom assim, a equipe tem uma tradição que é bom de respeitar. Muito parecido com o Real Madrid na Champions League ou o Boca Juniors na Libertadores.

4º – Tabela dos Playoffs

Além disso, o Celtics por ter feito uma excelente temporada e terminado com a primeira posição da Conferência, terá uma tabela teoricamente mais fácil que os Cavs, encarando o Chicago Bulls na primeira fase e depois tendo nas semi-finais do Leste, Washington ou Hawks.

Foto: Reuters