Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Chapecoense x Atlético Nacional: sobreviventes de acidente aéreo se emocionam em discurso pré-jogo

Chapecoense x Atlético Nacional se enfrentam na noite deste terça-feira (4), na Arena Condá, pelo primeiro jogo da Recopa Sul-Americana. Antes da partida, muita emoção e lágrimas marcaram as homenagens para as vítimas do acidente aéreo, em novembro, que matou 71 pessoas, a maioria delas da delegação da Chape.

Márcio Donizete
Jornalista desde 2012, com passagens pelos jornais ABCD Maior e Diário do Grande ABC, além do canal NET Cidade de TV. Foi repórter colaborador, líder de colaboradores e editor no Torcedores.com. Apresenta o Lente Esportiva ABC em lives no Facebook e Youtube.

Crédito: Crédito da foto: Reprodução/SporTV

Chamado de Show da Gratidão pelos organizadores, o evento foi marcado pelo espírito de irmandade e amizade entre as equipes, que fariam a final da Copa Sul-Americana em 2016. O prefeito de Chapecó, Luciano Buligon, o prefeito de Medellín (COL), Frederico Gutiérrez, e o presidente do clube brasileiro, Maninho, discursaram sobre o público, que lota a arena do Verdão do Oeste.

VEJA MAIS
EM NOITE REPLETA DE EMOÇÕES, CHAPECOENSE E ATLÉTICO NACIONAL SE ENFRENTARÃO NA DECISÃO DA RECOPA

No fim, o cantor Duca Leindecker fez uma pequena apresentação, que encerrou as homenagens, com a música “Dia Especial”.

Pouco antes, o momento mais emocionante, os depoimentos de quatro sobreviventes da tragédia: o jornalista Rafael Henzel e os jogadores alviverdes Jakson Follmann, Alan Ruschel e Neto. Do quarteto, Folmann foi o mais emocionado em suas palavras e não conseguiu segurar o choro. Na sequência, eles depositaram suas histórias de superação em uma cápsula do tempo, que será aberta daqui a 43 anos.

Confira os discursos de Henzel, Follmann, Ruschel e Neto:

RAFAEL HENZEL (jornalista)

“Boa noite, Brasil, Colômbia. É uma noite de muita alegria, solidariedade. Tenho certeza que os colombianos que foram tão sinceros nas suas demonstrações de carinho estão muito felizes com vocês. Estou aqui para representar 21 jornalistas que se foram naquele acidente.

Toda vez que eu tenho a possibilidade de abrir o microfone da rádio do meu trabalho, eu tenho o desejo que eles pudessem estar conosco, que pudessem estar naquele 30 de novembro transmitindo o jogo da Chapecoense. Quero que nossos amigos entendam que chegou o grande dia de Chapecoense e Atlético Nacional. Todo meu carinho para todos que estão aqui, na televisão nos assistindo e na Colômbia.”

JAKSON FOLLMANN (ex-goleiro)

“Boa noite aos torcedores! A gente está aqui hoje para poder agradecer um pouquinho o que todos vocês fizeram por nós. Obrigado pelas rezas, pelos pensamentos positivos. Hoje é um dia que precisamos celebrar a vida e o futebol. Queria que todos dessem uma salva de palmas aos irmãos que se foram. Porque sem eles, a gente não estaria aqui hoje disputando uma final inédita de Recopa. Então tudo que acontece hoje é graças a eles.”

ALAN RUSCHEL (lateral)

“Difícil falar em um momento como esse. Mas estamos aqui para agradecer a todos que estão aqui, que orou pela gente, que mandou energia positiva, porque com certeza chegaram. As orações de você fizeram a gente estar aqui hoje. Poder estar numa final. Poder estar honrando. Podem ter certeza que pelo resto da minha vida vou honrar quem não mora mais com a gente, mas que está num lugar muito melhor. Obrigado ao Brasil e à Colômbia.”

NETO (zagueiro)

“Queria agradecer a todos. Dizer para vocês que aqui estão todos os torcedores. Minha convicção está certo. Não esperem um avião cair para dizer “eu te amo”, para pedir perdão, para dar um abraço, para dar um beijo. Você tem a oportunidade todos os dias de fazer diferente, de fazer o amor, que o amor de Deus faz diferença.”

Assista abaixo ao Show da Gratidão na íntegra: