Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Justiça bane Torcida Jovem do Flamengo dos estádios por três anos após assassinato

A Justiça do Rio de Janeiro acatou o pedido do Ministério Público estadual e suspendeu, na última terça-feira, a Torcida Jovem do Flamengo dos estádios por três anos. A decisão, assinada pelo juiz Guilherme Schilling, titular do Juizado Especial do Torcedor e Grandes Eventos, ainda cabe recurso. O descumprimento é passível de multa e aumento do tempo de punição.

Redação Torcedores
Textos publicados pela Redação do Torcedores.com.Contato: redacao@torcedores.com

Crédito: Getty Images

LEIA TAMBÉM:
Setor do Maracanã é fechado às vésperas de jogo do Flamengo pela Libertadores
Brasileirão 2017: veja os horários e dias dos jogos do Flamengo até a 10ª rodada
Brasileirão 2017: veja os jogos do Flamengo que terão transmissão na TV aberta

Nenhum símbolo da organizada do Flamengo poderá ser exibido nos estádios, assim como nenhum integrante tem autorização para estar presente nas arquibancadas durante os jogos no Brasil.

Na decisão, o juiz cita os confrontos que a Torcida Jovem do Flamengo se envolveu nos últimos anos, especialmente a briga que antecedeu o clássico entre Flamengo e Botafogo, no Engenhão, no dia 12 de fevereiro, pela Taça Guanabara, que resultou na morte de Diego Silva dos Santos. O torcedor botafoguense foi assassinado com pauladas e golpes de espeto de churrasco por membros da uniformizada do time rival.

Oito torcedores ficaram feridos na briga, três deles foram baleados. Cinco integrantes da Jovem do Flamengo foram presos por conta do assassinato do botafoguense: Rafael Camelo, Vitor Portencio, Adonai Santos, Rogerio Silva Guinard e Herbert Sabino de Paula. O então presidente Wallace Motta e os vices Rafael Maggio Afonso e Fábio Pinheiro seguem foragidos.

 

As melhores notícias de esportes, direto para você