Automobilismo

Opinião: Enfim, Marc Márquez venceu na MotoGP!

Publicado às

Colaborador do Torcedores

MotoGP

Crédito: Foto: divulgação/Honda

O Mundial de MotoGP é dividido em três categorias e é um dos campeonatos mais equilibrados e emocionantes, tudo que o amante da velocidade gosta e muito. No último domingo (23), as motos mais velozes do mundo tiveram a sua etapa de número três, realizada no lindo circuito de Austin, nos Estados Unidos, localizado no estado do Texas.

Na menor das divisões, mais conhecida como Moto3, a vitória ficou com Romano Fenati, o ex-pupilo de Valentino Rossi se aproveitou de uma queda do francês Aron Canet e não deu chances para os outros adversários. Enquanto a corrida estava na mão de Fenati, a disputa ficou acirrada pelo pódio com OITO pilotos brigando pelo segundo lugar, melhor para Jorge Martín que no final acabou com o segundo lugar, sendo sucedido pelo italiano Fabio Di Giannantonio em terceiro lugar. Na tabela do campeonato, o espanhol Joan Mir lidera com 58 pontos, seguido de perto pelo também espanhol Jorge Martín com 52 pontos e John McPhee em terceiro com 49 pontos.

LEIA MAIS:
GALVÃO BUENO CHORA AO SE LEMBRAR DE SENNA: “OUSO DIZER QUE FALO COM ELE”
MOTOGP: EM TREINO ELETRIZANTE, MÁRQUEZ BATE VIÑALES E É POLE EM AUSTIN

A categoria intermediária tem nome e sobrenome. O ítalo-brasileiro Franco Morbidelli dominou as duas primeiras corridas da categoria e no circuito americano não foi diferente. O moço que carrega a bandeira brasileira no capacete por conta de suas origens por parte de sua mãe, não deu chances aos adversários, segurou o ímpeto de seu companheiro Álex Marquez no início e do suíço Thomas Luthi e garantiu a terceira vitória seguida, feito nunca antes ocorrido na Moto2.

Um feito italiano, com um tempero todo especial do Brasil. Em momentos difíceis da velocidade brasileira no mundo, surge uma esperança no garoto de 22 anos meio italiano, meio brasileiro. Com a vitória, “Franky”, como é conhecido Morbidelli pelo paddock da Motovelocidade, disparou na liderança com 75 pontos, visto de longe pelo segundo colocado Thomas Luthi, com 56 pontos e na terceira posição o português Miguel Oliveira com 43 pontos na tabela.

Na classe rainha, o tricampeão Marc Márquez deixou para trás as quedas acontecidas nas provas anteriores e garantiu mais uma vitória em Austin, a nona seguida do piloto espanhol que precisou suar um pouco mais do que se imaginou, quando viu seu compatriota e companheiro de equipe, Dani Pedrosa assumir a liderança logo na largada.

Após algumas voltas, a “formiga atômica” não deu chances e ultrapassou Pedrosa e se segurou até o fim para garantir o triunfo. Seguido por Valentino Rossi, que nas voltas finais conseguiu assumir a vice-liderança e se manter após uma punição por incidente envolvendo o francês Johann Zarco, por um corte de curva.

Na terceira posição, ficou um desanimado Dani Pedrosa que não suportou a pressão dos seus adversários e finalizou o pódio decepcionantemente. O outro espanhol, Maverick Viñales, que tinha despontado com duas vitórias seguidas, não conseguiu manter o ritmo, e caiu logo no início da prova frustrando o final de semana do jovem piloto. Na tabela, Rossi assumiu a liderança do campeonato com 56 pontos, seis a mais que seu companheiro de equipe Viñales. Na terceira posição vem Marc Márquez com 38 pontos.

A próxima prova está marcada para o dia 07 de maio no tradicional circuito de Jerez de la Fronteira na Espanha. Promessa de muito mais disputas, muito mais ultrapassagens, quedas também que sempre acontecem, mas é um dos charmes da categoria que chama muito atenção que aos poucos ganha o coração de muitos por todo mundo.