DESTAQUE

“A mulher dele deve ter traído com um negão”, diz Felipe Melo sobre racismo; assista

Publicado às

Estudante do 9º semestre de jornalismo e amante dos esportes, principalmente o bom e velho futebol. Setorista de Atlético-MG e Futebol Feminino.

Felipe Melo

Crédito: Reprodução

O final do confronto entre Palmeiras e Peñarol, válido pela terceira rodada da fase de grupos da Copa Libertadores da América, foi polêmico. Após um jogo nervoso, no qual o Verdão chegou o gol da vitória apenas aos 54 minutos da segunda etapa, o volante Felipe Melo afirmou que o uruguaio Gaston Rodriguez praticou atos de racismo contra ele.

Em entrevista ao canal SporTV, logo na saída do gramado, o camisa 30 do Palmeiras garantiu que nenhum time vai ganhar do Verdão na força. O ‘pitbull’ também afirmou que, se fosse o Felipe Melo de algum tempo atrás, sua reação seria outra.

LEIA MAIS:

EM JOGO ELETRIZANTE NO SEGUNDO TEMPO, PALMEIRAS VENCE O PEÑAROL COM GOL AOS 54 MINUTOS

“Na força ninguém vai ganhar da gente, não. A intimidade que está sendo criada no time foi importante. O árbitro não foi bem hoje, mas o time foi ousado. O cara que fez o gol deles me chamou de macaco. Se as câmeras pegaram bem dá pra pegar. A mulher dele deve ter traído com algum negão. Sou preto mesmo. Não vou denunciar. Se fosse o Felipe de uns tempos atrás, eu já virava ali um socão, alguma coisa, mas Deus tem me regenerado, eu tenho aprendido muito, tenho controlado mais o meu ânimo. O cara que fez o gol deles (que me chamou de macaco) é moreno escuro, na época da escravidão ele iria tomar chibatada igual a mim”, falou.

Assista a entrevista do volante palmeirense:

A partida …

Dentro das quatro linhas, o Palmeiras teve que suar, mas chegou a sua segunda vitória na competição. Após sair atrás no marcado ainda na primeira etapa, o Verdão voltou com tudo do vestiário e, aos 5 minutos do segundo tempo, virou o jogo com gols de Willian e Dudu.

Pouco depois, o colombiano Miguel Borja desperdiçou um pênalti que poderia ter garantido a vitória já aos 9 minutos. Aos 30, o Peñarol chegou ao empate com um gol anotado por Gaston Rodriguez, ‘pivô’ das acusações de Felipe Melo.

Somente aos 54 minutos, quando Fabiano subiu mais alto que a zaga uruguaia para testar para o fundo das redes que o Allianz Parque pode explodir de vez e vibrar com mais uma vitória alviverde.