DESTAQUE

Nepomuceno fala em “obrigação” por vitória e comenta cobrança por reforços

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Daniel Nepomuceno Atlético MG

Crédito: Bruno Cantini/Atlético MG

Logo mais às 19h30 (horário de Brasília), o Atlético-MG volta a campo para encarar o Sport Boys, da Bolívia, na Arena Independência, pela segunda rodada do Grupo 6 da Libertadores da América. Após retornar da Itália, onde acompanhou o duelo entre Juventus e Barcelona, pela Liga dos Campeões, o presidente do clube, Daniel Nepomuceno esteve ontem na Cidade do Galo para ver de perto o último treinamento da equipe.

Mais tarde, Nepomuceno concedeu entrevista para à Rádio Itatiaia e falou sobre a expectativa para o jogo de hoje. Segundo ele, o alvinegro tem a obrigação de conquistar uma vitória.

LEIA MAIS:

Atlético-MG deve ter novidade contra o Sport Boys; veja formação do time

Superestimado? Comentaristas divergem sobre elencos de Cruzeiro e Atlético; veja

Super animado. Hoje estava no treino, o ambiente está bom. Acho que o time tem a obrigação de ganhar e, mais que ganhar, mostrar bom futebol. A gente se preparou para essas semanas decisivas e estou com muito esperança no trabalho do Roger (Machado)”, afirmou o mandatário.

Até o momento, o Atlético ocupa a terceira posição na sua chave com 1 ponto somado. A estreia foi diante do Godoy Cruz, na Argentina. Apesar das dificuldades que é disputar a principal competição sulamericana, Daniel acredita na seriedade do elenco aliado a força da torcida para colher bons frutos.

Libertadores não tem como prever nada. É manter o padrão e encarar ela como nós encaramos nos últimos anos. Não tem jogo ganho. Mas tem sim treinamento, elenco, seriedade, e vamos ver: tivemos o azar de tomar gol nos primeiros minutos do último jogo e agora, dentro do Independência e com a torcida apoiando, a gente espera fazer o que sempre fez que é sair para a vitória“, destacou.

O dirigente ainda comentou sobre a cobrança por reforços em alguns setores do time. Nepomuceno prefere valorizar as contratações feitas desde o início da temporada e diz que se for detectado alguma carência no elenco, não deixará de ir ao mercado.

Acho que trouxemos reforços pontuais, reforços de peso. Infelizmente, no futebol, você traz o reforço e ele não aparece na primeira semana nem no primeiro mês. Tem que dar tempo para o elenco. Tudo que o treinador pediu, nós atendemos, acho que 90%. Há uma cobrança por zagueiro, mas tem lembrar que contratamos o Roger que joga de volante e zagueiro, que chega em junho. Para quem não conhece, como treinam Rodrigão, Jesiel, tem que ter paciência. O Erazo está voltando”.

“Nós temos um bom elenco, e não sou eu que estou falando. Vocês que são experts, que acompanham futebol no mundo inteiro, sabem do tamanho do elenco do Atlético e é uma questão de encaixe. Eu acredito muito em quem está ali treinando, a gente vê a evolução do time, os números, se comparados com o último ano, são superiores, mas cobrança sempre tem. O mercado está sempre aberto, a gente está sempre de olho, e quando tiver uma oportunidade e uma carência mais evidente, a gente vai contratar. Isso aí o torcedor sabe que, nos últimos anos, o que não faltou foi contratação’, finalizou.