Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

O que esperar do Liberty Media na Fórmula 1? Confira as respostas de um especialista

Bernie Ecclestone já não é mais o “chefe” da maior categoria do automobilismo mundial. Agora, veremos o Liberty Media (conglomerado norte americano de telecomunicações) à frente da Fórmula 1. E o Torcedores.com foi ouvir de Felipe Sarno, formado em Marketing Esportivo e diretor da MVP Sports, o que podemos esperar dessa nova chefia.

Rodrigo Nascimento
Colaborador do Torcedores.com, amante dos esportes americanos e do automobilismo.

Crédito: Crédito da foto: Felipe Alves

Talvez ainda não seja tão perceptível para alguns, mas a Fórmula 1 está iniciando um novo período, e não se trata das mudanças recentes nas regras dos carros para a temporada 2017: se trata da saída de Bernie Ecclestone, que foi o homem-forte da categoria durante décadas, e chegou o Liberty Media Corporation, um conglomerado de telecomunicações norte-americano, que agora comandará o principal campeonato de pilotos e construtores do automobilismo mundial.

LEIA MAIS:
HAMILTON BATE PILOTOS DA FERRARI E GARANTE A POLE NA CHINA
MALÁSIA ANUNCIA SAÍDA DO CALENDÁRIO DA FÓRMULA 1

Mas, o que podemos esperar de diferente, afinal de contas? Algumas promessas já foram feitas, como a aproximação da categoria ao público mais jovem, que cada vez mais, tem ignorado a Fórmula 1. Transformar cada GP em um espetáculo, é o que o empresário americano Chase Carey, presidente do conglomerado americano promete: 21 Super Bowls, se possível.

Por isso, o Torcedores.com entrevistou o diretor da MVP Sports (Agência de Comunicação e Marketing Esportivo), Felipe Sarno. Formado em Marketing Esportivo na ESPM, Felipe também é um ex-jogador de basquete, com passagens por clubes como o Pinheiros e o São Caetano aqui no Brasil, além de ter jogado no Barcelona, da Espanha. Ele nos explicou quais ações devemos esperar do Liberty Group, os novos donos da Fórmula 1. Confira abaixo, a entrevista completa: