Rafael Moura cobra atitude no elenco do Atlético: “Precisamos desse algo a mais”

Rafael Moura
TV GALO
Pela expulsão no clássico do último sábado na derrota para o Cruzeiro, no Mineirão, o atacante Fred agora entra na mira do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD), de Minas Gerais. A expectativa é que até amanhã ele seja denunciado pela procuradoria. Pelo soco no zagueiro Manoel, o camisa 9 alvinegro corre o risco de perder o restante do Campeonato Mineiro.

Seu substituto imediato, é Rafael Moura. Para piorar, caso “He-Man” seja escolhido por Roger Machado para atuar diante da Caldense, em Poços de Caldas, o jogador entrará em campo pendurado com dois cartões amarelos. Caso seja advertido, também ficará de fora pelo menos da primeira partida das semifinais do Estadual.

LEIA MAIS:

Ex-presidente do Atlético-MG, Kalil dispara sobre expulsão de Fred
Ex-Cruzeiro, Marlone explica foto polêmica em provocação ao Atlético-MG
Marcos Rocha revela cobrança no vestiário e critica Fred: “Não pode cometer esses erros”
Punição? Nepomuceno comenta expulsão de Fred: “Foi por isso que perdemos o jogo”

Ontem na entrevista coletiva, Rafael Moura comentou sobre o lance e saiu em defesa do companheiro de posição. “O Manoel é um zagueiro leal, mas joga muito firme. Eles tiveram alguns encontros no campo. Acho que foi uma infelicidade do Fred. Ele não quis acertar um soco, quis proteger e afastar o Manoel. O Fred é experiente, sabe o que aconteceu, mas sei que irá voltar e nos ajudar”, disse.

A gente precisa ter um pouco mais de atitude, de vibração e espírito de camisa. Mas temos agora a fase final para conversar e ajustar para que quando estiver valendo que seja de uma maneira diferente não só com as palavras, mas também com atitudes dentro de campo”, cobrou.

Precisamos deste algo a mais. Em três jogos importantes que a gente jogou, os clássicos e o jogo da Libertadores, jogamos um pouquinho abaixo do que a gente pode dar. Principalmente, essa questão da vibração. O Roger tem pedido muito taticamente e tudo. Mas para fazer bem esta parte tática, você tem colocar um pouquinho mais de coração, um pouquinho mais de alma. Isso a gente está fazendo no dia a dia do trabalho. Precisamos transferir isso para os jogos também” completou.

Torcedor declarado do clube, Rafael foi elogiado nos poucos minutos que esteve no clássico. Ele, inclusive, participou da jogada que resultou no gol de Elias. Sempre que tem entrado nas partidas do Mineiro, tem feito gols ou ajudado com assistências. Ele garante estar pronto e agradece o apoio que tem recebido da coletividade alvinegra.

Primeiramente eu agradeço o apoio do torcedor. Queremos agradar ao máximo. Mas vamos aguardar, ainda não tem julgamento, nem nada. Estou mais do que pronto, me dedico todos os dias e, se o Roger precisar de mim, estarei pronto para ajudar”, finalizou.