Futebol

Palmeiras tira lições com vitória sofrida na Libertadores

Publicado às

Jornalista formado pela FIAM-FAAM. Setorista do Internacional e do Fluminense no Torcedores.com. Também escreve sobre o Palmeiras no site. Contato: mohamed.nassif12@hotmail.com

Palmeiras x Cruzeiro: melhores momentos

Crédito: Foto: Cesar Greco/Palmeiras/Divulgação

Foi quase no último lance do jogo o gol de Fabiano, que deu a vitória do Palmeiras contra o Peñarol do Uruguai. A partida foi a mais dura do time na temporada, até o momento e serviu para que Eduardo tirasse algumas lições para os próximos jogos.

Uma delas é a importância de Guerra. O camisa 18 não é constantemente bem os 90 minutos, mas quando está bem consegue desequilibrar. Deu bons passes, desenvolveu bem a partida e se mostrou tranquilo para ajudar o Palmeiras na vitória. O ex-jogador do Atlético Nacional vai ganhando moral com a torcida e mais ainda com Eduardo Baptista.

LEIA MAIS: Visão da arquibancada para Palmeiras x Peñarol

O time ainda precisa melhorar na questão das finalizações. Se tivesse aproveitado algumas das chances para fazer o terceiro gol e matar o jogo, não teria tanto sofrimento. Borja perdeu um pênalti, Tchê Tchê viu o defensor salvar na linha e Bigode acertou o travessão, fora outras finalizações que foram para fora. Para as próximas fases isso pode ser determinante para uma eliminação.

Esta foi a primeira partida que o Palmeiras sofreu com catimba na Libertadores. Contra o Atlético Tucuman, jogou com um a menos e não teve problemas com jogadores argentinos. Diante os bolivianos do Wilstermann, o problema foi a retranca. Mas contra o Peñarol, a grande dificuldade foi a cera que os uruguaios faziam. Enrolavam muito a cada vez que a bola saia e irritou os jogadores do Alviverde. É importante que o time aprenda a controlar as emoções nestes jogos, porque no mata-mata será assim quase todo o jogo, principalmente no Allianz Parque. Não se pode descontrolar como aconteceu com Dudu.